Colocámos cookies no seu computador para melhorar a sua experiência no website. Ao utilizar o site, está a concordar com o seu uso. Ler mais

Lusoproductions  has placed cookies on your computer to help improve this site. By using this site, you are consenting to its usage. Ler mais

A iniciativa, muito participada pela comunidade portuguesa, foi promovida pela Galeria dos Pioneiros Portugueses, um Museu criado em 2003 que se dedica à perpetuação da memória e das histórias dos pioneiros da emigração portuguesa para o Canadá.
No decurso da sessão, o investigador da nova geração de historiadores portugueses, que elogiou o espírito empreendedor e a sensibilidade cultural do cofundador da Galeria dos Pioneiros Portugueses, comendador Manuel da Costa, revisitou o fenómeno migratório como um dos traços estruturais da história de Portugal.

Durante o evento, Daniel Bastos apresentou ainda o seu mais recente livro “Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”. Uma obra bilingue, concebida a partir do espólio do consagrado fotógrafo franco-haitiano, condecorado no passado dia 10 de junho em Paris pelo presidente da República Portuguesa com a Ordem do Infante D. Henrique, e que reúne mais de centena e meia de fotografias originais da maior importância para a história portuguesa do último meio século.

A sessão apresentação do livro, cujos exemplares se esgotaram, ficou marcada pelo anúncio da intenção de realizar a médio prazo uma obra sobre a emigração portuguesa para o Canadá. Um projeto editorial e de investigação concebido pelo historiador lusitano, e que será promovido pela Galeria dos Pioneiros Portugueses em parceria com instituições de referência da comunidade luso-canadiana.

Durante a sua estadia na maior cidade do Canadá, a convite da Galeria dos Pioneiros Portugueses, Daniel Bastos manteve diversos encontros e participações em iniciativas culturais de associações luso-canadianas, como a cerimónia evocativa do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas que decorreu na Toronto City Hall, o Dundas West Fest e a Parada do Dia de Portugal em Toronto.

Refira-se ainda, que o comendador Manuel da Costa entregou 12 exemplares do livro “Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”, para oferta às bibliotecas públicas de Toronto, a Rosa de Barros, responsável daquela instituição pela seleção e aquisição dos livros de autores portugueses, com o objetivo de reforçar o interesse pelo estudo da língua e cultura lusitana no Canadá.

Conecte-se

Se deseja inscrever-se na nossa newsletter, Digite seu endereço de e-mail.