terça-feira, 07 fevereiro 2023

A lama dos dias

Fev. 02, 2023 Hits:279 Crónicas

DIGNIFICAR A AUTORIDADE

Fev. 01, 2023 Hits:130 Crónicas

Homoousios

Jan. 31, 2023 Hits:160 Crónicas

O Escorpião Marcelo

Jan. 31, 2023 Hits:107 Opinião

Insuspeito assassino

Jan. 27, 2023 Hits:205 Crónicas

Isto não é um país É …

Jan. 20, 2023 Hits:488 Opinião

A Importância da Educaç…

Jan. 19, 2023 Hits:1879 Crónicas

Epistocracia - O óptimo …

Jan. 15, 2023 Hits:1022 Opinião

No Palácio do Raio

Jan. 15, 2023 Hits:438 Apontamentos

Remessas (Opinião)





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


As remessas dos emigrantes portugueses, rendimentos transferidos para Portugal pelos trabalhadores residentes noutro país, são importantes fontes de rendimento para as famílias, potenciando o seu crescimento e o desenvolvimento. Mas também são fontes de investimento e poupança.

De acordo com os dados do Banco de Portugal, os emigrantes portugueses enviam regularmente remessas para as suas famílias, mantendo uma ligação próxima com a pátria.

As remessas dos emigrantes têm uma importante influência na economia portuguesa, sendo habitualmente o valor de remessas recebidas de emigrantes superior ao valor de remessas pagas aos imigrantes.

As remessas mais generosas da diáspora chegam da Suíça, de França e do Reino Unido, conforme informação da base de dados da Pordata. Em 2020, os emigrantes residentes nestes três países foram responsáveis por mais de metade das remessas recebidas pelas famílias portuguesas.

Ainda de acordo com os dados do Banco de Portugal, os emigrantes portugueses que residem no estrangeiro enviam um maior valor de remessas nos meses de Julho e Dezembro.

Portugal é um dos países da União Europeia (UE) que habitualmente regista dos valores mais elevados de remessas recebidas.

Em termos dos países que mais contribuíram para este resultado histórico, a Suíça e a França destacam-se, como habitualmente, valendo mais de 2 mil milhões de euros em remessas enviadas para Portugal.

De acordo com informação do Banco de Portugal, dados relativos a 2021, os saldos credores mais significativos distribuem-se da seguinte forma:

Suíça: 1.043,07M€; França: 1.000,91M€; Reino Unido: 423,38M€; Angola: 242,70M€; Alemanha: 218,41M€; Luxemburgo: 71,38M€; Bélgica: 56,58M€; União Europeia: 1.492,04M€; Área Euro: 1.518,82M€; Europa: 2.936,27M€

Parte destas remessas destinam-se ao apoio da família a residir em Portugal, outra parte a investimentos e ainda à poupança.

No caso da poupança seria desejável o domínio da Literacia Financeira, para uma diversificação e rentabilização esclarecida das poupanças.

 

23-03-2022

O autor produziu este artigo de opinião, da sua responsabilidade, em exclusivo para os leitores do jornal online LUSO.EU. Escreveu de acordo com as regras ortográficas anteriores ao Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990.

João Pires

Luso.eu - Jornal das comunidades
Joao Pires
Author: Joao PiresEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 681  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

News Fotografia