Luso.eu | Jornal Notícias das Comunidades Portuguesas - O PUDOR HIPÓCRITA - O Caso da "Estátua da Perdição" vs o "Grupo dos 37"
quarta-feira, 28 fevereiro 2024

Quero ser uma árvore

Fev. 24, 2024 Hits:616 Crónicas

Morre Navalny mas não a …

Fev. 24, 2024 Hits:173 Opinião

COMPETÊNCIA CÍVICA

Fev. 15, 2024 Hits:362 Crónicas

UNIVERSITAS

Fev. 14, 2024 Hits:281 Crónicas

CIDADÃO DECISOR

Fev. 10, 2024 Hits:244 Crónicas

Desconsideração políti…

Fev. 09, 2024 Hits:634 Opinião

Haja diferenças!

Fev. 07, 2024 Hits:310 Opinião

O Homem: um ser limitado

Fev. 06, 2024 Hits:282 Crónicas

O BANCO NOVO

Fev. 06, 2024 Hits:414 Crónicas

Entre a Esperança e a In…

Fev. 04, 2024 Hits:240 Opinião

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Fev. 04, 2024 Hits:360 Crónicas

«Tentar definir a minha …

Jan. 30, 2024 Hits:1485 Crónicas

Tudo na vida muda - até …

Jan. 28, 2024 Hits:335 Opinião

O PUDOR HIPÓCRITA - O Caso da "Estátua da Perdição" vs o "Grupo dos 37"





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor!


Permitam-me expressar a minha opinião sobre o pudor hipócrita, um fenómeno que parece estar arreigado na nossa sociedade e desafia os nossos bons costumes, liberdades e hábitos.

Este pudor hipócrita, importado já há algum tempo por uma casta de seguidores acéfalos que, infelizmente, está a fazer escola nas nossas gentes, pode parecer moral, mas não é mais que uma forma disfarçada de controle e restrição. Impõe leis e costumes que, em vez de proteger a nossa comunidade, cerceiam a nossa liberdade.

E como podemos aceitar, dar a um pequeno grupo de pessoas o poder de decidir o que é bom e certo para todos nós? Somos pessoas com pensamento, coração e vontades próprias e distintas. Não podemos ser influenciados por uma mentalidade coletivista que nos tenta uniformizar, sufocando a nossa autonomia e a nossa individualidade.

Quando observo essa tendência, não posso deixar de pensar no, agora famoso, "grupo dos trinta e sete", quais inquisidores de mentes tacanhas e bafientas, que tardou onze anos a pensar, até acabar por actuar, mas mal.  E também no presidente do nosso burgo que demorou somente um dia a aceitar as pretensões da petição, cedendo à pressão deste grupo local de eventuais ilustres, notáveis e artistas, e outro a reverter a decisão, alegando desconhecimento do que se passara na sua Câmara nos idos de 2012. O que já me não deixa surpreendido, mas não deixa de me deixar indignado.

Sinto vergonha alheia, quase duzentos anos depois, Ana e Camilo continuam com o seu Amor Proibido, pressionados desta vez, como da outra, por invejas cheias de críticas baixas e pretensas razões morais e estéticas, trazendo à colação desta vez, a dignidade da mulher, onze anos depois da estátua de Fernando Simões estar exposta em espaço público junto à cadeia da Relação.

Parece que estamos numa "Acção de Perdição", uma vez que, parece, a procissão ainda vai no adro.

Luso.eu - Jornal das comunidades
José Fernando Magalhães
Author: José Fernando MagalhãesEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos



Luso.eu | Jornal Notícias das Comunidades
Partilhe o nosso conteúdo!

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

A nossa newsletter

Jornal das Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 214  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

Top News Embaixada

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

News Fotografia

 
 
0
Partilhas
0
Partilhas