terça-feira, 07 fevereiro 2023

A lama dos dias

Fev. 02, 2023 Hits:279 Crónicas

DIGNIFICAR A AUTORIDADE

Fev. 01, 2023 Hits:130 Crónicas

Homoousios

Jan. 31, 2023 Hits:160 Crónicas

O Escorpião Marcelo

Jan. 31, 2023 Hits:107 Opinião

Insuspeito assassino

Jan. 27, 2023 Hits:205 Crónicas

Isto não é um país É …

Jan. 20, 2023 Hits:488 Opinião

A Importância da Educaç…

Jan. 19, 2023 Hits:1879 Crónicas

Epistocracia - O óptimo …

Jan. 15, 2023 Hits:1020 Opinião

No Palácio do Raio

Jan. 15, 2023 Hits:438 Apontamentos

O AMOR — UM VERDADEIRO MEDICAMENTO!





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


Entre a panóplia de medicamentos que os médicos receitam aos doentes, estou convencido de que nenhum irá prescrever o remédio do Amor. Não é um medicamento que faça parte do curriculum dos estudos de medicina, mas estou convencido de que o amor prolonga a vida, dá conforto ao doente e que até cura.

A amizade e o amor sincero fazem parte dos melhores tratamentos contra as doenças graves, tais como o cancro. O simples facto de poder contar com um amigo, com um vizinho, com o próprio cônjuge, em momentos tão difíceis, parece estar provado que a esperança de vida aumenta, valendo quase tanto como uma boa quimioterapia.

O cônjuge presta inúmeros serviços: conduz o doente ao hospital, vela para que ao ser internado nada lhe falte: o pijama, as pantufas, o livro, a música e as revistas preferidas. Vigia a toma diária de medicamentos, assegura a correta alimentação, ajuda-o a levantar-se, dá-lhe notícias do exterior, vai avisando a família do que se passa, alerta a equipa médica em caso de problemas, ajuda o doente a tomar decisões sobre tratamentos futuros e vai contribuindo para o seu bem-estar.

Nada mais que a presença é, de si, um verdadeiro medicamento.

O desânimo, a depressão e a ansiedade surgem facilmente, mas lá está o(a) companheiro(a) para encorajar o prosseguimento do tratamento e encontrar as palavras certas para não perder a coragem, transmitir pensamentos positivos e dar ânimo e esperança no decurso do tratamento da doença.

Vivendo sozinhos, temos necessidade da mão solidária de um (a) amigo (a), quando a doença nos bate à porta, já que a vida não está apenas na mão dos médicos. Sentir que alguém está ao pé de nós nestes momentos, quase que esquecemos da doença. Saber que alguém ouve a nossa dor, está atento, faz o gesto apropriado é, na verdade, consolador.

Um aperto de mão, uma palavra, um sorriso, mesmo uma anedota, são atitudes que podem levar-nos a esquecer que estamos doentes. Há qualquer coisa em nós que nos estimula a querer viver quando alguém olha para nós com carinho e atenção, pronuncia o nosso nome, conversa connosco sem falar necessariamente da doença que nos corrói. Esquecemos que estamos doentes, os dias vão passando mais depressa, enchemo-nos de coragem para o próximo tratamento porque não ousamos privar-nos dessa companhia amiga que gratuitamente nos acompanha à quimioterapia ou à radioterapia.

Perante um amigo (a) que nos acompanha, não ousamos tão facilmente suspirar um ai de desalento ou de dor. Temos de o recompensar com a nossa coragem que certamente lhe dará estímulo para continuar a acompanhar-nos.

Não poderemos esquecer que no mundo em que vivemos há também pessoas, infelizmente cada vez mais, que, por variadíssimas razões, encontram-se verdadeiramente sós, sem ninguém lhes poder dar a mão.  Nesse caso, serão as instituições que, em certa medida, substituirão a família e os amigos. Os serviços sociais poderão desempenhar esse papel e até mesmo os médicos que lhes prestam os serviços curativos. Muitos trabalhadores destes ramos, são de uma dedicação exemplar, por vezes indo para lá do normal desempenho profissional.

Mas nada mais que a família e os verdadeiros amigos poderão dar ânimo a quem se debate com um mal que o atormenta e o pode levar deste mundo para o outro.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Joaquim Tenreira Martins
Author: Joaquim Tenreira MartinsEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 1109  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

News Fotografia