Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
segunda-feira, 29 novembro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

Natal. Tempo para eliminar as iniquidades



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

Mais uma quadra natalícia está em curso, este ano, em Portugal, com muita chuva, humidade, frio e vento excessivos, mar extremamente agitado. O ambiente social ainda não é o que sociedade portuguesa merece, na medida em que: a fome graça em muitos lares; as pessoas sem abrigo, continuam a deambular pelas ruas, em situação miserável de extrema agonia;  o futuro digno para algumas das camadas sociais mais baixas, apresenta-se incerto; muitos idosos, estão “arrumados” em macas de hospitais, ou abandonados em alguns lares sem condições mínimas para os acolher com respeitabilidade; e, finalmente, milhares de pessoas, de várias idades, tentam “viver” com salários degradantes ou pensões de reforma que, em muitos casos, quase não chegam para cuidar, minimamente da saúde, com os gastos em consultas, exames médicos e medicamentos. Este poderá ser o quadro mais negro que atualmente e no limite se pode desenhar.

Entretanto, a “outra” verdade, também deve ser divulgada e: em abono da resiliência da nossa população; da credibilidade e eficiência dos nossos governantes, não há dúvidas que a situação social dos portugueses, tem vindo, paulatinamente, nos últimos quatro anos a melhorar, embora, ainda, com muitas carências nos sistemas de saúde, educação, Justiça, segurança, erradicar a violência doméstica, infraestruturas, transportes, ambiente, entre outros.

Neste Natal de 2020, as palavras de ordem bem poderiam ser: Solidariedade, Coesão, Respeito, Equidade e dignidade da pessoa humana. Naturalmente que estes objetivos não serão alcançáveis, enquanto prevalecerem as discriminações, as desigualdades sociais, os “compadrios” e os “amiguismos”, entre outras aberrações.

Este Natal de 2020, ficará na memória de todas as pessoas pela catástrofe universal que se abateu sobre a humanidade: A pandemia causada pelo novo coronavírus já fez pelo menos 1.069.029 mortos em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China. Mais de 36.934.770 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da epidemia. Pelo menos 25.530.500 pessoas são agora consideradas curadas.

Aproveito a oportunidade para lhe desejar: Um Santo e Feliz Natal, na medida do possível, com toda a minha GRATIDÃO, para com as pessoas que me têm acompanhado ao longo da minha escrita.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Diamantino Bártolo
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 146 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

News Fotografia