quinta-feira, 01 dezembro 2022

Dá-se com as duas mãos

Nov. 29, 2022 Hits:743 Crónicas

DEPOIS DO EUROMILHÕES

Nov. 27, 2022 Hits:755 Crónicas

PORTUGAL É RONALDO E RON…

Nov. 24, 2022 Hits:281 Opinião

Crónica triste para um d…

Nov. 20, 2022 Hits:157 Opinião

Em Ocasiões Especiais

Nov. 20, 2022 Hits:531 Crónicas

Os sonhos adiados

Nov. 19, 2022 Hits:224 Crónicas

IXELLES – UMA VILA DESO…

Nov. 15, 2022 Hits:273 Opinião

CRIANÇA PRESA NO PENICO

Nov. 13, 2022 Hits:480 Crónicas

Duas tardes em Coja

Nov. 13, 2022 Hits:824 Apontamentos

Esta vida de hipster

Nov. 08, 2022 Hits:147 Crónicas

Ladroagem Eleitoral

Nov. 06, 2022 Hits:357 Opinião

Em Namur





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


      Nunca fui a Sodoma, mas visitei Namur. A luxúria e os excessos jocosos no museu Félicien Rops. A avareza na dimensão minúscula das esculturas de Isaac Cordel expostas em diversos locais da cidade. A gula aguçada pelo rim de vaca com mostarda de Dijon e pela tarte de leite-creme na Brasserie François. A preguiça dos belgas, que não lavam as mãos na casa de banho e que, nesse e noutros restaurantes ou circunstâncias, em mim tem produzido uma ira que nem dez anos de vida na Bélgica aplacam.

      No museu Rops, além das poucas-vergonhas, também as representações da Ofélia de Shakespeare em óleos de Paul Steck, Léopold Burthe e Jules Bastien‑Lepage — ali apresentados a título temporário — me impressionaram.

      A despeito dos encantos da cidade, favorecida pela geografia e por ser ponto de junção de dois rios, decidi partir. As chamas e o enxofre vindos de Deus poderiam estar iminentes (e eu não sou Ló nem dei por anjos que dali me levassem). Sob o céu anilado, estuguei o passo. Movido por curiosidade de viajante, ainda fui a uma igreja barroca. Ao rés das suas paredes laterais, dez soberbos confessionários de madeira com uma sinfonia de guirlandas, querubins e colunas de fuste em espiral; decerto não havia no mundo uma terra com tantos penitentes por metro quadrado como Namur. Por lá fiquei.

 

Luso.eu - Jornal das comunidades
Paulo Pego
Author: Paulo PegoEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 987  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

News Fotografia