terça-feira, 07 fevereiro 2023

A lama dos dias

Fev. 02, 2023 Hits:279 Crónicas

DIGNIFICAR A AUTORIDADE

Fev. 01, 2023 Hits:130 Crónicas

Homoousios

Jan. 31, 2023 Hits:160 Crónicas

O Escorpião Marcelo

Jan. 31, 2023 Hits:107 Opinião

Insuspeito assassino

Jan. 27, 2023 Hits:205 Crónicas

Isto não é um país É …

Jan. 20, 2023 Hits:488 Opinião

A Importância da Educaç…

Jan. 19, 2023 Hits:1880 Crónicas

Epistocracia - O óptimo …

Jan. 15, 2023 Hits:1022 Opinião

No Palácio do Raio

Jan. 15, 2023 Hits:438 Apontamentos

A Braga, uma recomendação





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


            Haja lugar, no âmbito destes Apontamentos, a uma recomendação dirigida às autoridades municipais de Braga.

            Subida objeção me merece o que vai dito em brochuras turísticas e noutros escritos que elevam o complexo da Arcada, na Praça da República, a ex‑líbris da cidade dos arcebispos. Ele congloba a Igreja da Lapa e, em cada um dos seus flancos, um corpo retangular. Os dois blocos laterais puxam a composição para o horizontalismo.

            Do combinado de edifícios destaca‑se o frontispício da igreja, de cantaria de granito e ritmado por pilastras. A arcaria existente no piso térreo dessa casa de Deus prolonga‑se naqueloutras dos corpos laterais. Estes, por seu turno, apresentam no andar superior revestimento de azulejos e janelas de sacada corrida. A Igreja da Lapa leva como remate uma empena de rasgo ondulado, vincado por cornija atrás da qual preponderam, assentes em plintos, urnas com fogaréus; no vértice da empena há uma cruz, também ela colocada em plinto. Já os imóveis que ladeiam o templo fecham com platibanda de pedra. 

            O observador que esteja defronte da Arcada verá ainda o topo da torre sineira, que se acha na parte posterior da igreja e foi erguida num cubelo do antigo castelo, e notará os matacães que sobrenadam numa torre de menagem.

A Igreja da Lapa tem uma só nave. Eis a estória que ditou a sua edificação: em 1757, Ângelo de Sequeira, padre brasileiro, pregava no local. Ali gerou grande devoção a Nossa Senhora da Lapa e despertou vontades de erigir obra em seu honor. Foi então construída uma igreja, consagrada em 1767 e por alguns atribuída ao risco de André Soares. Hoje, ela é frequentada por membros da comunidade ortodoxa ucraniana de Braga.

            Interrogar‑se‑á o leitor acerca das causas da minha glosa. Por si mesmo, o conjunto da Arcada não mancha a reputação estética e artística da cidade. Todavia, a profusão de guarda‑sóis, mesas e outros artefactos das esplanadas retira quase toda a graça ao local. O quadro é feio, ponto. E pior fica — pelo menos, ficava quando ali passámos — sem água na fonte da Praça da República. Sei que a zona é palco privilegiado de convívio e que um dos estaminés do piso térreo, o Café Vianna, é sítio de tradição. Mas lastimo que uma terra com a divícia patrimonial de Braga considere tal agregado de edifícios como o seu ex‑líbris. Para o efeito, seria melhor chamar a sé ou mesmo o estádio, tão bonito e badalado ele é.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Paulo Pego
Author: Paulo PegoEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 661  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

News Fotografia