Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Eleições: Aumento da abstenção reforça urgência de mudar forma de comunicar dos políticos – PSD

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

(Lusa) – O secretário-geral do PSD, José Silvano, considerou hoje que o aumento da abstenção reforça a urgência “da mensagem da reforma e da forma como comunicam os partidos políticos”.

Numa declaração sem direito a perguntas, Silvano comentou as projeções televisivas divulgadas pelas 19:00 para considerar que a abstenção aumentou “pelo menos em percentagem”, dizendo que falta saber se tal se verifica também no número de votantes.

“Apesar da fragmentação partidária, do apelo do senhor Presidente da República e dos líderes partidários para a participação dos portugueses na votação, a abstenção continuou a aumentar”, lamentou.

Para o secretário-geral do PSD, tal cenário “valida a urgência da mensagem da reforma e da forma como comunicam os partidos políticos”.

As projeções das televisões para a abstenção nas eleições legislativas de hoje situam-se entre os 35,4% e os 51%.

A RTP avançou às 19:00 com uma previsão de abstenção de 44% a 49%, a SIC com 47,5% e 51% e a TVI entre os 35,4% e os 39,4%.

Os valores da abstenção, segundo as projeções divulgadas pela CMTV, devem ficar entre os 44 e os 48%.

Estas projeções não incluem a afluência às urnas dos eleitores dos portugueses residentes no estrangeiro, referindo-se aos cerca de 9,3 milhões de eleitores recenseados no território nacional.

Redacção Luso
Jornal das Comunidades na Bélgica
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.
Textos deste autor:

RECOMENDADOS PARA SI

Últimos Tweets

Virgens Ofendidas https://t.co/YnvoxhzZNh
Covid-19: França atinge recorde diário de novos casos com 45.422 contágios https://t.co/jkRCgEoIKr
Despiste com dois feridos graves obriga a corte da EN201 em Valença https://t.co/N67Ag40QDT
Follow Jornal das Comunidades on Twitter