Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Porquê que a Bélgica tem uma das maiores taxas de mortalidade por Covid-19?

ID:N°/ Texto: 5119

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Uma das formas de medir os efeitos do Covid-19 é através da taxa de mortalidade. Até ontem, 21 de Abril, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, a Bélgica tinha uma taxa de 52,51 mortes por cada 100 mil habitantes, uma das mais altas de toda a Europa, apenas atrás de San Marino (118,40).

Mesmo a Espanha e a Itália, os países mais afetados do continente europeu, possuem uma taxa de mortalidade inferior à da Bélgica, contabilizando 45,55 e 40,79 mortes por cada 100 mil habitantes, respetivamente.

A Universidade Johns Hopkins, que tem monitorizado o desenvolvimento do vírus desde o seu início, aponta que as disparidades destes números podem existir devido às diferenças na quantidade de pessoas testadas em cada país, a questões demográficas – se a população de uma determinada área possui mais indivíduos de um dos grupos de risco, por exemplo – e às características do próprio sistema de saúde.

No caso da Bélgica, a resposta é ainda outra. Numa medida controversa, como foi relatado pelo Brussels Times, desde o início da pandemia que o país conta como mortes por Covid-19 não apenas aquelas que são registadas num hospital, mas também as dos pacientes que morreram em lares ou que tenham estado em cuidados domiciliares, sem que tenham sido testados. Com base nos sintomas observados, a causa da morte desses doentes tem sido presumida como resultado do vírus.

O modo como a Bélgica tem contabilizado as suas mortes por Covid-19 tem sido alvo de debate, com alguns deputados preocupados com imagem do país. Quando questionada pela LN24 sobre este sistema de contagem, a Primeira-ministra, Sophie Wilmès, afirmou que a Bélgica escolheu ter uma “grande transparência na comunicação de mortes ligadas ao Covid-19”.

Ao mesmo canal, a Ministra da Saúde belga, Maggie de Block, referiu que esta é a forma mais detalhada de contabilizar o número de mortes, apesar de nenhum outro país na Europa utilizar este mesmo método. Neste momento, a Bélgica conta com cerca de 40 mil infetados e já superou a barreira das 6 mil mortes.  

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.

Rúben Castro
Jornalista da luso.eu CC46 A
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.

 Entre em contacto : Rúben Castro Perfil: Info

Nascido em 1990, no Funchal, estudou Ciências da Cultura na Universidade da Madeira e Jornalismo na FCSH/Universidade Nova de Lisboa. Neste momento vive em Bruxelas, onde colabora com vários órgãos de comunicação social. É um dos 55 Embaixadores da Juventude da ONE na Bélgica, uma ONG focada no combate à pobreza extrema e às desigualdades.

Textos deste autor:

RECOMENDADOS PARA SI

Últimos Tweets

Covid-19: Mais seis mortes e 291 novos casos nas últimas 24 horas em Portugal - DGS https://t.co/2ATPui9UEr
Educação. Formação. Competitividade https://t.co/FzewtfPKs8
Livro musical inédito em Portugal https://t.co/bKPj5dlp36
Follow Jornal das Comunidades on Twitter