Incêndios: UE "está pronta para aumentar a sua assistência" se Portugal solicitar

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) - A União Europeia (UE) "está pronta para aumentar a sua assistência" a Portugal, se solicitado, no caso dos incêndios que assolam o país, disse hoje o comissário europeu para a Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides.

O incêndio que começou cerca das 15:00 de sábado na localidade de Fundada, Vila de Rei (distrito de Castelo Branco) e se estendeu ao início da noite ao concelho de Mação (distrito de Santarém) permanece ativo há mais de 24 horas e está a ser combatido por 844 operacionais, apoiados por 255 viaturas e 15 meios aéreos.

"Acabei de falar com o ministro da Administração Interna. Permanecemos em contacto próximo com as autoridades portuguesas sobre a situação dos incêndios florestais", escreveu Christos Stylianides, na rede social Twitter.

"A UE está pronta para aumentar a sua assistência, se necessário e solicitado", acrescentou o comissário europeu.

Já anteriormente, a UE tinha anunciado que estava a produzir mapas satélites dos incêndios que deflagraram no sábado no distrito de Castelo Branco e que alastraram ao concelho de Mação, distrito de Santarém.

Os incêndios que lavram desde a tarde de sábado no distrito de Castelo Branco e que se propagaram a Mação causaram 20 feridos, um deles com gravidade, que se encontra internado na unidade de queimados do Hospital de São José, em Lisboa.

Em declarações hoje aos jornalistas, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, deu conta de oito bombeiros e de 12 civis feridos na sequência dos incêndios.


RECOMENDADOS PARA SI

Últimos Tweets

Covid-19: Itália com 2.477 novos casos, menos que no dia anterior https://t.co/dddKT9EX8Y
Covid19 5 casos confirmados no concelho de Caminha https://t.co/xr3QvK99lM
Covid-19: Chega rejeita "pandemónio" e admite reservas a renovação de emergência https://t.co/TA63l9m3FP
Follow Jornal das Comunidades on Twitter