José Inácio Faria, foi selecionado como finalista na categoria “Saúde” da edição de 2019 dos MEP Awards. Foi o único deputado do maior grupo político com assento no Parlamento Europeu (Partido Popular Europeu) nomeado nesta categoria, reconhecendo-se o extenso trabalho que tem feito enquanto ponte política que liga, por um lado, governantes, legisladores, autoridades e financiadores dos sistemas de saúde, e, por outro lado, os actores da sociedade civil, como os doentes, os profissionais de saúde, os investigadores e os produtores de tecnologias de saúde.

 O Eurodeputado vê assim reconhecido todo o trabalho que tem desenvolvido, ao longo da legislatura, na área da Saúde Pública, com especial atenção à questão dos cuidados de saúde destinados às doenças raras e às doenças oncológicas; à acessibilidade às tecnologias de saúde; ao diagnóstico precoce; à investigação e inovação em saúde; à defesa da vacinação e de medidas de prevenção da doença; bem como na garantia de diminuição das assimetrias europeias e maior cooperação transfronteiriça entre Estados Membros.

 Tenho a certeza que a atribuição destes Prémios não se limita ao reconhecimento pessoal, mas de toda uma equipa que nos acompanha e, principalmente, de todos aqueles que confiaram em nós enquanto seus representantes no Parlamento Europeu, afirma José Inácio Faria.

O que são os MEP Awards?

Os MEP Awards [MEP = Member of the European Parliament], instituídos em 2005 pela revista The Parliament Magazine, com o apoio do Parlamento Europeu, são galardões que visam reconhecer aqueles que, entre os 751 eurodeputados, contribuíram significativamente para o papel legislativo através das suas atividades parlamentares nas mais diversas áreas.

Este prémio visa destacar a actividade dos eurodeputados que deixaram a sua marca para melhorar a sociedade europeia em cada uma das áreas a concurso e cujos desafios e sucessos ficaram patentes nas suas acções, experiências e percursos parlamentares. Para a nomeação são convidadas a participar organizações não governamentais, bem como alguns técnicos e funcionários do Parlamento Europeu.


Pub