Previous Next

ID:N°/ Texto: 4935

Votos do utilizador: 4 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativa

Depois de visitar cerca de duas dezenas de pacientes, a caminho de casa, Tânia de Jesus, uma enfermeira domiciliar portuguesa, tem já o seu ritual bem definido: deixa os sapatos na entrada, coloca as roupas num saco de plástico e segue diretamente para o duche. Esta é a sua rotina há já um mês. As medidas de precaução servem para minimizar o risco de propagação do vírus.

Pág. 1 de 10

Últimos Tweets

“Estamos aqui para fazer a diferença”, diz enfermeiro português em Londres https://t.co/qu0qcfkYuI
Covid-19: Cerca de 1.400 empresas já pediram para aderir ao 'lay-off' simplificado - ministra https://t.co/1GgmQJpzKZ
Covid-19: Câmara do Porto não reconhece autoridade à DGS e rejeita cerco sanitário https://t.co/sqsZGsBG2Y
Follow Jornal das Comunidades on Twitter