sexta-feira, 02 dezembro 2022

Dá-se com as duas mãos

Nov. 29, 2022 Hits:913 Crónicas

DEPOIS DO EUROMILHÕES

Nov. 27, 2022 Hits:762 Crónicas

PORTUGAL É RONALDO E RON…

Nov. 24, 2022 Hits:285 Opinião

Crónica triste para um d…

Nov. 20, 2022 Hits:161 Opinião

Em Ocasiões Especiais

Nov. 20, 2022 Hits:537 Crónicas

Os sonhos adiados

Nov. 19, 2022 Hits:225 Crónicas

IXELLES – UMA VILA DESO…

Nov. 15, 2022 Hits:278 Opinião

CRIANÇA PRESA NO PENICO

Nov. 13, 2022 Hits:481 Crónicas

Duas tardes em Coja

Nov. 13, 2022 Hits:825 Apontamentos

Esta vida de hipster

Nov. 08, 2022 Hits:151 Crónicas

Ladroagem Eleitoral

Nov. 06, 2022 Hits:358 Opinião

Ucrânia: Pedido de adesão à UE foi assinado "com sangue" - Sérgio Sousa Pinto





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


O Presidente da Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas sublinhou hoje que a Ucrânia assinou o seu pedido de adesão à União Europeia “com sangue”, salientando assim o apoio ao processo de integração deste país no bloco comunitário.

“Acho que não é preciso dizer mais nada”, referiu o deputado Sérgio Sousa Pinto, depois de afirmar que tinha sido “com sangue” que Kiev tinha assinado o pedido de adesão, apresentado há dias, quando se intensificavam os ataques russos à Ucrânia.

O deputado socialista falava no final de uma reunião, no Parlamento, com a embaixadora da Ucrânia, em Portugal, Inna Ohnivets, que voltou a agradecer o apoio e a solidariedade do Governo, do Parlamento e do povo português.

A diplomata reafirmou o pedido de apoio à solicitação de adesão do seu país à UE, de novas sanções contra o regime do Presidente russo, Vladimir Putin, e da implementação de uma zona de exclusão área para proteger o território ucraniano.

Inna Ohnivets disse não ter dados sobre o número de ucranianos que podem pedir refúgio em Portugal, mas salientou que só nos primeiros dias deste processo foram já mais de 1.500 e por isso acredita “que cheguem muitos” e fiquem “até que a Ucrânia consiga reconquistar o seu território”.

“Os ucranianos gostam de Portugal” e “a câmara de Lisboa e as câmaras de outras cidades portuguesas” estão preparadas para os acolher”, referiu.

Sobre a situação no terreno, a embaixadora adiantou que tem videoconferências diárias com Kiev, onde “o Governo, o Parlamento e os seus deputados estão a trabalhar” e sem mostrarem qualquer intenção de sair dali.

“É um sinal para todos, também para o povo ucraniano, de que queremos defender a nossa pátria”, sublinhou.

As comunicações estão cortadas com as cidades ou regiões tomadas pelo exército russo, como a cidade onde a diplomata e a sua família têm origem, a cerca de 30 quilómetros de Kiev, que, segundo Inna Ohnivets, foi destruída pelos bombardeamentos russos.

A embaixadora revelou que continuam a chegar relatos da morte de civis e não só de ucranianos, porque vivem pessoas de muitas nacionalidades na Ucrânia.

Inna Ohnivets denunciou também que a Rússia usa associações, incluindo uma instituição com a designação de Rosjotrudnichejtvo em Portugal, que funciona junto à embaixada da Rússia, para “espalhar a desinformação” e a ideia do ‘Mundo Russo’, segundo a qual a Rússia é o centro do mundo ortodoxo, pertencendo a Ucrânia a esse mundo.

Na Ucrânia convivem muçulmanos, ortodoxos, cristãos e outros, afirmou. “Estamos a mostrar ao mundo que a Ucrânia e o povo ucraniano não pertencem ao mundo russo”, mas sim à Europa, e que querem “viver em paz e como um estado democrático europeu”, adiantou.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que, segundo as autoridades de Kiev, já fez mais de 2.000 mortos entre a população civil.

Os ataques provocaram também a fuga de mais de 1,7 milhões de pessoas para os países vizinhos, de acordo com a ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas a Moscovo.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Redacção
Author: RedacçãoEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 1186  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

News Fotografia