Luso.eu | Jornal Notícias das Comunidades Portuguesas - Legislativas: PSD penalizado por defender anulação dos votos - movimento emigrantes
sexta-feira, 01 março 2024

CANDIDATOS DO PS NA FEIRA…

Fev. 29, 2024 Hits:163 Opinião

Não cedamos à facilidad…

Fev. 29, 2024 Hits:309 Opinião

Quero ser uma árvore

Fev. 24, 2024 Hits:657 Crónicas

Morre Navalny mas não a …

Fev. 24, 2024 Hits:201 Opinião

COMPETÊNCIA CÍVICA

Fev. 15, 2024 Hits:376 Crónicas

UNIVERSITAS

Fev. 14, 2024 Hits:290 Crónicas

CIDADÃO DECISOR

Fev. 10, 2024 Hits:253 Crónicas

Desconsideração políti…

Fev. 09, 2024 Hits:636 Opinião

Haja diferenças!

Fev. 07, 2024 Hits:319 Opinião

O Homem: um ser limitado

Fev. 06, 2024 Hits:297 Crónicas

O BANCO NOVO

Fev. 06, 2024 Hits:430 Crónicas

Entre a Esperança e a In…

Fev. 04, 2024 Hits:245 Opinião

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Fev. 04, 2024 Hits:364 Crónicas

Legislativas: PSD penalizado por defender anulação dos votos - movimento emigrantes





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor!


O presidente da associação Também Somos Portugueses considera que o PSD foi penalizado com a perda de um deputado por defender a anulação dos votos destes emigrantes e acredita que o aumento da abstenção foi uma forma de protesto.

“Estamos convencidos que o PSD perdeu a deputada que teria sido eleita, se estas eleições pelo círculo da Europa não tivessem sido repetidas, por ter sido penalizado”, afirmou Paulo Costa aos jornalistas, enquanto aguarda os resultados definitivos dos votos pela Europa, cuja contagem terminou hoje.

Segundo os resultados provisórios, publicados no site da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI), o PS obteve 32,98% dos votos (29,06% em 2019) e o PSD 14,99% (18,77%).

Estes valores representam a perda do único deputado do PSD pela Europa - que seria Maria Ester Vargas, se as eleições não fossem repetidas e tido este resultado - e mais um deputado para o PS, que fica assim com os dois atribuídos a este círculo.

“As pessoas não gostaram que os seus votos tivessem sido anulados e que se tivesse que repetir a eleição”, acrescentou.

Relativamente à participação destes eleitores na Europa, que a 30 de janeiro foi de 20,67% e hoje baixou para 11,80%, Paulo Costa acredita que representa uma “abstenção de protesto”.

“Achamos sempre que as pessoas devem votar, mas muitas das conversas que fomos tendo ao longo destas semanas, o que nos disseram foi: Não vou votar, achei indecente a forma como fomos tratados nesta anulação e repetição das eleições. Foi-nos dito repetidamente e viu-se que foi o que aconteceu”, disse.

E chama a atenção para os votos nulos (29,97%). “As pessoas continuam a insistir que não querem votar com uma fotocopia do cartão do cidadão e isso é uma questão que vai ter de ser resolvida”.

“Estamos a celebrar a liberdade, ao mesmo tempo que há centenas de milhares de pessoas que não conseguiram votar. Isto tudo tem de ser bem pensado pelos novos eleitos. Temos mesmo de mudar as leis eleitorais”, afirmou.

Segundo Paulo Costa, a associação tem pronto um relatório sobre as eleições, com um conjunto de recomendações, algumas das quais “já tinham sido feitas em 2019”.

O movimento acredita que, com a possibilidade do voto eletrónico e a simplificação do processo de mudança da morada de residência, facilmente se atingirá o meio milhão de votos.

Após a publicação pela Comissão Nacional da Saúde (CNS) dos editais com os resultados definitivos, o que deverá acontecer ainda hoje, termina este ato eleitoral, repetido devido à falta de uma cópia do documento de identificação em numerosos votos de emigrantes.

Mais de 157 mil votos dos eleitores do círculo da Europa, 80% do total, foram anulados após, durante a contagem, terem sido misturados votos válidos com votos inválidos, não acompanhados de cópia do documento de identificação, como exige a lei.

Chamado a pronunciar-se sobre a anulação desses votos, o TC declarou a nulidade das eleições nestas assembleias e a CNE deliberou que a repetição da votação presencial no círculo da Europa teria lugar em 12 e 13 de março e os votos por via postal seriam considerados se recebidos até dia 23 (hoje).

Luso.eu - Jornal das comunidades
Redacção
Author: RedacçãoEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos



Luso.eu | Jornal Notícias das Comunidades
Partilhe o nosso conteúdo!

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

A nossa newsletter

Jornal das Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 415  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

Top News Embaixada

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

News Fotografia

 
 
0
Partilhas
0
Partilhas