domingo, 26 junho 2022

Dinamite

Jun. 21, 2022 Hits:45 Opinião

UM NOVO DEUS (Crónica)

Jun. 21, 2022 Hits:88 Crónicas

A cidade desperta

Jun. 15, 2022 Hits:175 Crónicas

Quantos dias tem a semana

Jun. 05, 2022 Hits:366 Crónicas

Aventuras (Crónica)

Jun. 02, 2022 Hits:164 Crónicas

A Outra Cena da Filosofia

maio 30, 2022 Hits:170 Crónicas

Na terra dos gnomos

maio 30, 2022 Hits:517 Crónicas

O Futuro é a Europa

maio 26, 2022 Hits:429 Opinião

Do Dia da Europa aos desa…

maio 25, 2022 Hits:100 Opinião

Legislativas: PSD apresenta protesto contra forma como correu eleição na diáspora





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


O PSD protestou junto da Comissão Nacional de Eleições (CNE) contra a forma como as legislativas de 30 de janeiro decorreram na diáspora, com comunidades que não receberam boletins e outras de onde não chegaram votos, disse um deputado.

“Nós apresentámos um protesto sobre a forma como decorreram as eleições. (…) Há países que não votaram porque os envelopes [com os boletins de voto] não chegaram aos cidadãos. Houve países onde campanha eleitoral foi acoplada aos boletins, como por exemplo na China. Houve países onde os boletins estavam expostos ao público nas estações de Correios”, exemplificou o deputado social-democrata António Maló de Abreu.

Em declarações à Lusa sobre um outro protesto que o partido apresentou hoje contra a validação de boletins de voto que chegaram sem serem acompanhados de cópia do cartão de cidadão do eleitor, o parlamentar referiu existir “uma reclamação global sobre a forma como foi feito o processo eleitoral”.

O deputado exemplificou que os votos dos portugueses residentes na Venezuela terão sido colocados pelo consulado num avião de carga da TAP do dia 02 de fevereiro e ainda não constam da relação dos boletins de voto recebidos, embora o voo tenha chegado a Lisboa no mesmo dia.

“A Secretaria-Geral do MAI [Ministério da Administração Interna] não acautelou convenientemente este processo eleitoral”, acusou Maló de Abreu, responsabilizando o Governo pelas alegadas falhas.

“Responsabilizamos aqui diretamente o Ministério da Administração Interna pela forma como decorreu o ato eleitoral e fizemos um protesto/reclamação mais vasto relativamente ao processo eleitoral”, afirmou.

Esse protesto, explicou, foi entregue hoje pelos delegados do PSD às mesas de apuramento dos votos dos eleitores residentes no estrangeiro para ser apenso ao processo.

A contagem dos votos dos emigrantes começou hoje em Lisboa e termina na quarta-feira, prazo para a receção dos votos das comunidades.

O PS venceu com maioria absoluta as legislativas antecipadas de 30 de janeiro, em que obteve 41,7% dos votos e 117 dos 230 deputados em território nacional – faltando ainda atribuir os quatro mandatos dos círculos da emigração.

O PSD conseguiu 27,8% dos votos e 71 deputados sozinho, subindo para 76 deputados e cerca de 29% do total dos votos somando os valores obtidos nas coligações de que fez parte na Madeira e nos Açores.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Redacção
Author: RedacçãoEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 1370 visitantes e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

News Fotografia