Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
sábado, 23 outubro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

Francisco Guerreiro pede ao Governo rejeição de subsídios à pesca prejudiciais para os oceanos



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

O eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/Aliança Livre Europeia) pede ao Ministro do Mar que rejeite a atribuição de subsídios à pesca que contribuam para a sobrecapacidade e a sobrepesca.

Na missiva, o eurodeputado opõe-se a apoios públicos a navios não artesanais, ou seja, os acima dos 12 metros, nomeadamente porque a maioria desses segmentos da frota da União Europeia (UE) é rentável há vários anos, conforme descrito no respetivo Relatório Económico Anual. Além de que, cerca de 90% da frota portuguesa é composta por embarcações de pequena dimensão e com menos de 12 metros. 

“Se expandirmos essa ajuda pública para o próximo segmento (12-24 metros), teremos menos recursos para ajudar os próprios pescadores e mulheres que mais precisam, bem como para pesquisas científicas, controle e coleta de dados”, esclarece o eurodeputado. 

Na qualidade de relator-sombra para o Grupo dos Verdes /ALE para o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP), o eurodeputado alerta para a necessidade de rejeitar subsídios à pesca que contribuam para a sobrecapacidade e a sobrepesca como definido pelo Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 14.6. 

Em vez disso, Francisco Guerreiro defende a delimitação de fundos suficientes para a proteção e restauração da biodiversidade marinha e costeira e dos ecossistemas, tal como para aumentar a resiliência dos oceanos. 

“Acredito que eles [os subsídios] serão gastos com sabedoria e não de uma forma que possa prejudicar a sustentabilidade dos nossos recursos marinhos comuns, e também em conformidade com os objetivos da nossa Política Comum das Pescas e do Pacto Ecológico Europeu”, conclui o eurodeputado.

O FEAMP é o fundo para a política marítima e das pescas da UE e  é um dos cinco fundos estruturais e de investimento europeus no âmbito do próximo Quadro Financeiro Plurianual (QFP) para o período 2021-2027.


Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 141 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
30
31

News Fotografia