sexta-feira, 27 janeiro 2023

Isto não é um país É …

Jan. 20, 2023 Hits:264 Opinião

Epistocracia - O óptimo …

Jan. 15, 2023 Hits:988 Opinião

No Palácio do Raio

Jan. 15, 2023 Hits:400 Apontamentos

Távora- Varosa

Jan. 13, 2023 Hits:142 Crónicas

MAESTRO

Jan. 13, 2023 Hits:177 Crónicas

Braga de traço recente

Jan. 11, 2023 Hits:905 Apontamentos

Reforma Lei Eleitoral - M…

Jan. 11, 2023 Hits:165 Opinião

Racionalidade Politicamen…

Jan. 09, 2023 Hits:194 Opinião

A caminho de Salir

Jan. 08, 2023 Hits:1009 Crónicas

NO DEALBAR DE UM NOVO ANO

Jan. 08, 2023 Hits:385 Crónicas

Em caso de derrota Costa demite-se logo na noite das eleições, Rio admite continuar





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


António Costa afirmou hoje que em caso de derrota nas legislativas demite-se logo na noite eleitoral de secretário-geral do PS, enquanto Rui Rio recusou uma saída imediata se perder e admitiu manter-se na liderança do PSD.

Estas posições foram assumidas no início de um debate transmitido pela RTP em direto a partir do Cineteatro Capitólio, em Lisboa, com representantes das nove forças políticas que elegeram deputados nas anteriores legislativas.

Questionado sobre possíveis soluções de governo, o secretário-geral do PS e primeiro-ministro voltou a apelar a uma maioria do seu partido, repetindo pela segunda ocasião neste período pré-eleitoral a expressão "maioria absoluta", que já tinha utilizado à saída do seu frente a frente com Rui Rio, na quinta-feira.

"Eu acho que é uma maioria absoluta aquilo que garante estabilidade durante quatro anos", declarou António Costa, sustentando que sem isso há o risco de se "andar de crise em crise, em governos provisórios de dois anos".

De imediato, Rui Rio contrapôs que uma maioria absoluta do PS ou do PSD é um cenário com uma probabilidade "muito próxima de zero" e defendeu que tem de haver "espírito democrático" e "disponibilidade para negociar a governabilidade" de ambos os partidos para que "o país não ande em sucessivas eleições".

Sobre o que fará em caso de derrota nas legislativas de 30 de janeiro, o secretário-geral do PS reiterou que "depois de ter sido seis anos primeiro-ministro" considerará que se perder houve "um voto claro de desconfiança dos portugueses" e que é altura de os socialistas escolherem "uma nova liderança".

Interrogado se a sua demissão será logo na noite das eleições, António Costa respondeu: "Ah, sim, isso com certeza, e depois o PS terá o seu processo".

O presidente do PSD, por sua vez, excluiu seguir esse caminho, se perder: "No dia à noite não saio nem nunca sairia em circunstância alguma, porque acho que é uma manobra teatral, não é propriamente dentro do meu estilo".

Embora ressalvando que num cenário de derrota do PSD "obviamente que o partido tem de pensar o que quer fazer relativamente à liderança, isso é evidente", Rui Rio assinalou que recentemente houve diretas e congresso.

 "Tudo isso foi antecipado e foi-me dado um mandato de mais dois anos. Depois logo se vê. Não me preocupa rigorosamente nada isso", acrescentou, fazendo depender a sua decisão também da dimensão em concreto dos resultados eleitorais.

"Isso depois logo se vê, não me parece que seja um elemento central neste momento", reforçou.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Redacção
Author: RedacçãoEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 587  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

News Fotografia

Foto: Paulo Pego