Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
sexta-feira, 21 janeiro 2022

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

(ATUALIZAÇÃO) Francisco Guerreiro apela à UNESCO para travar a classificação da tourada como Património Cultural



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

Lisboa, 18 de setembro de 2020 - O eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) enviou hoje uma carta à Diretora-Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Audrey Azoulay, onde se manifesta contra a classificação das touradas como Património Cultural Imaterial da Humanidade. A carta foi subscrita por 61 eurodeputados de 6 das 7 famílias políticas europeias e inclui as assinaturas dos vice-presidentes dos Verdes/ALE, Ska Keller e Philippe Lamberts. 

“A tourada é uma atividade que retrata e glorifica o abuso, a violência e a crueldade contra os animais para o bem do entretenimento de um número muito reduzido de indivíduos em todo o mundo”, refere a carta enviada a Audrey Azoulay. “Acreditamos que este pedido será desconsiderado pela UNESCO pois vai contra os seus princípios base”, conclui Francisco Guerreiro.

Esta missiva com o apoio de 61 subscritores, eurodeputados de 6 das 7 famílias políticas que se uniram, por que consideram que “tal distinção minaria o propósito e a credibilidade da missão humanitária da UNESCO”.

A iniciativa partiu do próprio eurodeputado, depois de ter tido conhecimento de que o Secretariado da UNESCO para a Convenção recebeu no dia 7 de Junho um pedido da International Tauromaquia Association (com sede em Espanha) para que os eventos tauromáquicos sejam inscritos na lista do Património Cultural Imaterial que precisa de salvaguarda urgente. 

“A brutalidade associada aos eventos tauromáquicos não passa despercebida no Parlamento Europeu e esta carta é reflexo disso. Hoje os direitos dos animais estão mais fortes na casa da democracia Europeia”, afirma Francisco Guerreiro.

O pedido da International Tauromaquia Association será discutido pela Comissão Intergovernamental na reunião que terá lugar em Outubro deste ano.


Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 117 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

News Fotografia