terça-feira, 07 fevereiro 2023

A lama dos dias

Fev. 02, 2023 Hits:278 Crónicas

DIGNIFICAR A AUTORIDADE

Fev. 01, 2023 Hits:130 Crónicas

Homoousios

Jan. 31, 2023 Hits:160 Crónicas

O Escorpião Marcelo

Jan. 31, 2023 Hits:106 Opinião

Insuspeito assassino

Jan. 27, 2023 Hits:205 Crónicas

Isto não é um país É …

Jan. 20, 2023 Hits:488 Opinião

A Importância da Educaç…

Jan. 19, 2023 Hits:1879 Crónicas

Epistocracia - O óptimo …

Jan. 15, 2023 Hits:1019 Opinião

No Palácio do Raio

Jan. 15, 2023 Hits:437 Apontamentos

Prisão preventiva para falso polícia suspeito de violação





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


O Juízo de Instrução Criminal de Portimão decretou a prisão preventiva de um homem que se fez passar por polícia e que está indiciado pelos crimes de violação, detenção de arma proibida e dano, foi hoje anunciado.

Segundo um comunicado da Procuradoria da República da Comarca de Faro, o tribunal fez um primeiro interrogatório do arguido, detido na quinta-feira, e aplicou a medida de coação pedida pelo Ministério Público, estando a detenção do homem de 48 anos, assim como a investigação do caso, a cargo do Departamento de Investigação Criminal de Portimão da Polícia Judiciária.

A procuradoria explica que, “em junho de 2022, cerca das 21:30, o detido telefonou a uma mulher de 35 anos, estrangeira, que se dedicava à prostituição, e nessa sequência combinou com ela um encontro numa casa sita em Portimão”, no distrito de Faro.

Em seguida, no interior de um quarto, o detido identificou-se como sendo polícia, exibiu uma pistola e algemas, apoderou-se dos documentos de identificação da mulher e com recurso a uma almofada para carimbos colheu as impressões digitais da vítima, as quais estampou num impresso com o logótipo do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Depois, teve sexo com a mulher e “retirou-lhe o cartão SIM do telemóvel, partiu-o e disse-lhe que deveria manter silêncio porque o que fazia era crime”, acrescentando que “se mantivesse com ele relações sexuais não a entregaria ao SEF”.

A Procuradoria da República da Comarca de Faro informa ainda que o detido trabalha na restauração e que a vítima “acedeu ao propósito do detido com medo que este a denunciasse às autoridades judiciárias”.

A Polícia Judiciária (PJ) já tinha revelado na quinta-feira a detenção deste homem “por suspeitas de violação e outros crimes que terão ocorrido no final de junho”.

Em comunicado, a PJ adiantou que o detido é suspeito de “violação, detenção de arma proibida, usurpação de funções, abuso de designação, sinal ou uniforme e dano”, crimes que tiveram lugar num apartamento onde a vítima se encontrava.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Redacção
Author: RedacçãoEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 649  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

News Fotografia