Luso.eu | Jornal Notícias das Comunidades Portuguesas - BANCÁRIOS EM MANIFESTAÇÃO EM LISBOA EXIGEM AUMENTOS SALARIAIS JUSTOS
sexta-feira, 01 março 2024

CANDIDATOS DO PS NA FEIRA…

Fev. 29, 2024 Hits:174 Opinião

Não cedamos à facilidad…

Fev. 29, 2024 Hits:311 Opinião

Quero ser uma árvore

Fev. 24, 2024 Hits:659 Crónicas

Morre Navalny mas não a …

Fev. 24, 2024 Hits:202 Opinião

COMPETÊNCIA CÍVICA

Fev. 15, 2024 Hits:377 Crónicas

UNIVERSITAS

Fev. 14, 2024 Hits:291 Crónicas

CIDADÃO DECISOR

Fev. 10, 2024 Hits:255 Crónicas

Desconsideração políti…

Fev. 09, 2024 Hits:638 Opinião

Haja diferenças!

Fev. 07, 2024 Hits:321 Opinião

O Homem: um ser limitado

Fev. 06, 2024 Hits:299 Crónicas

O BANCO NOVO

Fev. 06, 2024 Hits:432 Crónicas

Entre a Esperança e a In…

Fev. 04, 2024 Hits:246 Opinião

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Fev. 04, 2024 Hits:365 Crónicas

BANCÁRIOS EM MANIFESTAÇÃO EM LISBOA EXIGEM AUMENTOS SALARIAIS JUSTOS





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor!


Os sindicatos afiliados à UGT pedem aumentos de 6%, mas as contrapropostas dos bancos foram de apenas 2% a 3%. Os bancários acusam os bancos de oferecerem valores «vergonhosos» considerando os lucros recordes do sector no ano anterior e afirmam que é necessário pressionar os banqueiros para que contribuam para a valorização dos salários dos trabalhadores.

3 minutos de leitura

9 de Fevereiro de 2024, por João Pires

Pressionar os banqueiros

Foi na passada quinta-feira (8 de Fevereiro), que os bancários se manifestaram em Lisboa em frente à sede da Associação Portuguesa de Bancos (APB) para reivindicar aumentos salariais de 6%, progressão e reconhecimento das carreiras.

Os bancários estão em desacordo com as propostas «vergonhosas» dos bancos

Concentraram-se em Lisboa para exigir aumentos salariais justos numa manifestação contra as propostas consideradas «vergonhosas» dos bancos. Acusam os bancos de oferecerem valores «vergonhosos» considerando os lucros recordes do sector no ano anterior e afirmam que é necessário pressionar os banqueiros para que contribuam para a valorização dos salários dos trabalhadores. A concentração desta quinta-feira foi organizada pelos sindicatos bancários da UGT - Mais, SBC e SBN - e contou com cerca de 300 manifestantes e teve o apoio dos sindicatos dos bancários de Espanha, numa acção conjunta para sensibilizar os accionistas e administradores dos bancos para a importância de um «justo» aumento salarial.

Os sindicatos afiliados à UGT pedem aumentos de 6%, mas até agora as contrapropostas dos bancos foram de apenas 2% e 3%. Os bancos estão a negociar com base na perspectiva de inflação de 2024, o que os sindicatos consideram inaceitável devido ao aumento do custo de vida e aos lucros recorde que os bancos tiveram no ano anterior.

Os bancários acusaram os bancos de proporem aumentos «vergonhosos» após terem registado lucros recorde, e pediram que os lucros fossem tema de campanha nas eleições legislativas de Março.

Os bancários estão a perder poder de compra

Os sindicatos argumentam que os bancários estão a perder poder de compra e que os aumentos salariais propostos pelos bancos não reflectem a realidade do sector. Exigem respeito e justiça no ambiente de trabalho e afirmam que é necessário pressionar os banqueiros para que contribuam para a valorização dos salários dos trabalhadores.

«Banqueiros: milhões; bancários: tostões»

Os bancários em protesto afirmaram que é insustentável manter a paz social se os bancos não corresponderem com aquilo que deve ser a remuneração dos trabalhadores. Manifestaram-se com cartazes que referiam a discrepância entre os milhões obtidos pelos bancos e os «tostões» oferecidos aos bancários.

A manifestação em Lisboa foi concertada com os sindicatos dos bancários de Espanha, que se prounciaram em Madrid no mesmo dia. A UGT pede aumentos salariais dignos, progressões automáticas e reconhecimento das carreiras dos bancários.

Contribuição dos trabalhadores para os lucros do sector

Os sindicatos bancários esperam que os bancos reconsiderem as suas propostas e reconheçam a contribuição dos trabalhadores para os lucros do sector. A manifestação é um alerta para a necessidade de uma redistribuição justa dos lucros e de um maior respeito pelos trabalhadores no sector bancário.

Palavras-chave: Aumentos salariais justos, Manifestação, Bancários, Lisboa, Sindicalismo, Negociação coletiva, Lucros recordes, Pressão sobre banqueiros, Valorização dos salários, Poder de compra, Desigualdade salarial, Paz social, Campanha eleitoral, Remuneração digna, Reconhecimento profissional, Redistribuição de lucros.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Joao Pires
Author: Joao PiresEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos



Luso.eu | Jornal Notícias das Comunidades
Partilhe o nosso conteúdo!

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

A nossa newsletter

Jornal das Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 730  pessoas que estão a ver esta página no momento, e 0 membros em linha

Top News Embaixada

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

News Fotografia

 
 
0
Partilhas
0
Partilhas