quinta-feira, 06 outubro 2022

O AMOR DE MÃE É ETERNO

Out. 04, 2022 Hits:77 Crónicas

INSULTUOSO – CORROMPIDO…

Out. 01, 2022 Hits:248 Opinião

Então Paris como é?

Set. 28, 2022 Hits:49 Crónicas

Desliguei a internet

Set. 26, 2022 Hits:73 Crónicas

OS TEMPOS DAS CIDADES

Set. 19, 2022 Hits:118 Crónicas

Quem vai pagar impostos?

Set. 19, 2022 Hits:112 Opinião

Os robots não devem paga…

Set. 18, 2022 Hits:246 Opinião

Paternalismo

Set. 14, 2022 Hits:98 Crónicas

Uma mulher foi violada a cada dez minutos no Brasil em 2021





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


As violações de mulheres e meninas no Brasil aumentaram 3,7% em 2021 face ao ano anterior, com 56.098 casos registados, dado que indica que ocorreu uma violação a cada dez minutos, segundo relatório publicado hoje pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Entre 2020 e 2021 verificou-se o crescimento de 3,7% no número de casos de violações denunciadas no país, revertendo a queda de 12,1% registada entre 2019 e 2020.

O Brasil também informou 1.319 feminicídios no ano passado, ou seja, uma mulher foi morta a cada sete horas no Brasil, dado que aponta uma ligeira queda de 2,7% face a 2020.

“Esses dados mostram a necessidade da implementação urgente de políticas públicas de acolhimento, prevenção e repressão diante da violência contra a mulher no Brasil”, declarou Samira Bueno, diretora da ONG, citada em nota à imprensa.

“Apesar de um ligeiro declínio no número de feminicídios, os números continuam muito altos”, acrescentou.

A taxa de mortalidade por feminicídio no Brasil foi de 1,22 mortes a cada 100 mil mulheres, recuo de 3% face ao ano anterior, quando a taxa ficou em 1,26 mortes por 100 mil habitantes do sexo feminino.

O relatório, baseado em denúncias coletadas em esquadras da polícia diz respeito apenas as violações e crimes denunciados, que são apenas uma fração de todas as violações cometidos de facto contra mulheres brasileiras.

Os dados mostram que o número de feminicídios aumentou particularmente de fevereiro a maio de 2020, no auge das medidas restritivas que levaram os brasileiros a ficarem confinados em suas casas no início da pandemia de covid-19.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Tony Da Silva
Author: Tony Da SilvaEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 1391 visitantes e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

News Fotografia