sexta-feira, 19 agosto 2022

Férias em Portugal

Ago. 19, 2022 Hits:19 Opinião

(ENGIE)nharia jurídica

Ago. 13, 2022 Hits:69 Opinião

O REI DOS CATALISADORES (…

Ago. 09, 2022 Hits:140 Opinião

A IGREJA QUE NÃO ACREDIT…

Ago. 08, 2022 Hits:432 Opinião

Consequências do Dever

Ago. 08, 2022 Hits:161 Crónicas

A Sombra e as Árvores

Ago. 07, 2022 Hits:296 Crónicas

Pai rico, Pai pobre

Ago. 04, 2022 Hits:248 Crónicas

DA LEITURA

Ago. 02, 2022 Hits:105 Crónicas

Enquanto o pau vai e vem

Jul. 31, 2022 Hits:110 Crónicas

Vila Verde tem o 4º Melhor Cozinheiro de Portugal!





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


Nasceu em Ponte S. Vicente, concelho de Vila Verde, há trinta anos, numa família dedicada á gastronomia há mais de meio século, com presenças e prémios nacionais e internacionais, com gosto no que fazem e divulgam. Carlos Torres, segue a linha genealógica nesse património imaterial, onde confecionar boa comida, regional e internacional, é a sua actividade profissional. Depois de Vila Verde, o grupo empresarial da família estabeleceu-se por Braga, Porto e Póvoa de Varzim.

Jovem, dinâmico, o Chef Carlos Torres alistara-se há meses no concurso nacional de Cozinheiro Chefe do Ano (CCA), promovido pela Inter Magazine desde 1989, com apoio do Turismo de Portugal, Escolas de Turismo e Prochef.

O candidato do Baixo Minho venceu as provas das etapas regionais, obtendo então, já um honroso 6º lugar na classificação geral; mas, com ambição e empenho, preparou-se para a Final Nacional que durou seis horas e decorreu nas caves da Real Companhia Velha, em Vila Nova de Gaia.

Carlos, foi assim ao palco nacional da gastronomia, ao lado de Chefs de reputados hotéis e de restaurantes citadinos, subindo ao 4º lugar; o elenco do país passa agora a incluir a culinária da família Torres, o herdeiro Carlos, que com o mano Pedro, dirigem os espaços éLeBê no litoral nortenho.

E, que pratos em análise, perguntarão os leitores? Ora, sem segredo algum, o Chef Carlos Torres, apresentou – nos o cardápio elaborado para as provas em que participou: creme leve de legumes frescos e ameijoa do Algarve; Bacalhau confitado em companhia de carabineiro e espuma de camarão e Cabritinho assado no forno. Na sobremesa, uma referência á quadra natalícia e receita caseira: rabanadas á dona Augusta.

Em nome pessoal e do Clube de Gastronomia de Ponte de Lima, os nossos aplausos! Carlos Torres já participou em eventos do nosso grupo; recordamos, p.e. o jantar com 300 comensais no Parlamento Europeu em Bruxelas, a 2 de Abril de 2019, a convite do então eurodeputado da Comissão Alimentar e Saúde Pública, José Inácio Faria, com menús de bacalhau e delícias do Sarrabulho.

Para o próximo ano, caso a pandemia o permite, desejamos que o ora premiado melhor cozinheiro do Entre Douro e Minho 2021, integre a equipa de colaboradores em missões do nosso Clube à Bélgica e França, e cá dentro, na região de Lisboa.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Tito Morais
Author: Tito MoraisEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 771 visitantes e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31