Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
quarta-feira, 27 outubro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

RESTRIÇÕES AOS RESTAURANTES PREJUDICAM SARRABULHO DE PONTE DE LIMA!



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

As restrições impostas pelo governo no âmbito de medidas decretadas para o combate ao Covid – 19, estão a prejudicar a chamada “galinha dos ovos de ouro”, como é designado na economia local, o Sarrabulho á moda de Ponte de Lima!

            De acordo com contactos efectuados com vários restaurantes da vila de Ponte de Lima e arredores, designadamente as freguesias de Arcozelo, Correlhã, Feitosa, e S. Pedro de Arcos, a facturação da iguaria pontelimesa atingiu nos últimos meses, em alguns casos quebras de 80% na receita! No passado domingo, por exemplo, um dos principais restaurantes do Arroz de Sarrabulho, serviu apenas uma mesa e um cliente!

            Contudo, os proprietários e cozinheiras das principais unidades de restauração limiana não querem desistir a breve tempo, pese embora contudo, algumas preocupações com despesas fixas (rendas, salários, consumos de energia e água, IVA, contabilista, fornecedores), mas paira no ar também, algum desemprego caso melhores dias, isto é sorridentes, para patrões e colaboradores não surjam…

            Assim, no regime de consumo no restaurante (com horário restrito até 8 de Dezembro próximo), nos fins de semana, ou levar para comer em casa (take away), é possível encomendar o prato típico, principalmente nos restaurantes: Casa de S. Sebastião, Açúde, Fátima Amorim, Sabores do Lima, Cozinha Velha, Carvalheira, Solar do Taberneiro e Sonho do Capitão.

            Mas, paralelamente, outros industriais e comerciantes vivem um tempo de quase agonia, com falta de venda de seus produtos. Referimo – nos a talhos, mercearias ou supermercados, lavandarias das toalhas de mesa e outras peças, peixarias, viticultores, padarias, etc, etc.

            Assim, a gastronomia é um sector que mexe com muitos vetores da economia mas que atravessam um tempo de crise. Os municípios e algumas associações empresariais do país, estão a colaborar, mutuamente, desde a atribuição de subsídios, entrega domiciliária das refeições e elaboração de uma plataforma para encomenda. Entre os aderentes a tal projecto, evoquemos: Bairrada, Matosinhos, Viana do Castelo, Viseu e Vila Verde.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Tito Morais
Author: Tito Morais
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 415 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
30
31