domingo, 26 junho 2022

Dinamite

Jun. 21, 2022 Hits:45 Opinião

UM NOVO DEUS (Crónica)

Jun. 21, 2022 Hits:88 Crónicas

A cidade desperta

Jun. 15, 2022 Hits:175 Crónicas

Quantos dias tem a semana

Jun. 05, 2022 Hits:366 Crónicas

Aventuras (Crónica)

Jun. 02, 2022 Hits:164 Crónicas

A Outra Cena da Filosofia

maio 30, 2022 Hits:170 Crónicas

Na terra dos gnomos

maio 30, 2022 Hits:517 Crónicas

O Futuro é a Europa

maio 26, 2022 Hits:428 Opinião

Do Dia da Europa aos desa…

maio 25, 2022 Hits:100 Opinião

Clube de Gastronomia de Ponte de Lima debateu crise na restauração





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


O Clube de Gastronomia de Ponte de Lima, organizou na noite de ontem, uma tertúlia na Casa da Cuca, unidade de Turismo Rural e de produção do laureado Loureiro.

Antes do início dos trabalhos, a dúzia de participantes cumpriu um minuto de silêncio pela morte da cozinheira Maria Lima Pereira (Maria do Godinho), falecida no Domingo de Páscoa, em Arcozelo. Dedicada á culinária, confecionava entre outras receitas, Sarrabulho, filetes de pescada com salada russa e arroz de espigos.

Nesta sessão do Clube, o tema principal foi a crise no sector da restauração a médio ou longo prazo, face á dificuldade de mão de obra qualificada.

O anfitrião, Prof. Carlos Amorim, reconheceu que desde há algum tempo, que com outros empresários do turismo reconhece alguma dificuldade de recursos humanos na área, principalmente na hotelaria. Pedro Ligeiro, coordenador do polo local da EPRALIMA (Escola Profissional do Alto Lima), assinalou que existe alguma dificuldade de colocação de alunos de Bar e Cozinha no mercado de trabalho, com opções pelas unidades fabris; mas, é geral a situação, com outros concelhos a questionarem também o assunto, salientou. Todavia, reconheceu alguns casos de sucesso da sua escola: formandos que ingressaram nos navios de cruzeiro no Douro, e na direcção de hóteis nacionais e internacionais. Paulo Santos, chef de Cozinha, propôs um encontro de entidades do sector, autarquias e serviço de emprego, pois o sucesso do turismo, mormente a gastronomia, depende de técnicos capacitados para a área, salientou. Igualmente, o antigo director da TAP em Bruxelas, Joaquim Gomes, subscreveu a preocupação por parte dos empresários, tal como o publicista João Barbosa, sargento aposentado da GNR. O fotógrafo Rogério Lopes, identificou alguns casos do seu conhecimento, transmitidos por industriais da restauração, reclamando uma tomada de decisão, por parte a quem ela compete, atirou.

Com duas horas de discussão, houve que ir colocando alguns entreténs na mesa: bolinhas de carne, rissolitos da dita, chamuças, queijo de cabra curado; salpicão da Serra de Arga e chouriça de carne, da MinhoFumeiro; boroa de milho amarelo da Sereia do Lima, e pão de cenoura rôxa, da Doce Encontro. Na doçura, liderou o Pão de Ló, sortido húngaro e doces de gema da confeitaria Havaneza, com seu gerente Paulo Martins, apresentando esses produtos.

Mas, para regar todos aqueles tira gosto, os comensais apreciaram o novo Loureiro da CUCA, recentemente engarrafado, que foi aprovado com distinção no exame: visual, olfactivo e gustativo.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Tito Morais
Author: Tito MoraisEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 980 visitantes e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?