sábado, 24 setembro 2022

OS TEMPOS DAS CIDADES

Set. 19, 2022 Hits:96 Crónicas

Quem vai pagar impostos?

Set. 19, 2022 Hits:82 Opinião

Os robots não devem paga…

Set. 18, 2022 Hits:102 Opinião

Paternalismo

Set. 14, 2022 Hits:80 Crónicas

A BICICLETA DOS ANJOS

Set. 12, 2022 Hits:61 Crónicas

UM CIMBALINO SE FAZ FAVOR

Set. 10, 2022 Hits:333 Crónicas

O aroma do café no ar

Set. 05, 2022 Hits:76 Crónicas

Rota dos Registos Civis

Set. 04, 2022 Hits:218 Opinião

Espanto e Vergonha

Ago. 28, 2022 Hits:126 Opinião

Chef de Ponte de Lima, vence concurso da Academia Culinária de França





A sua generosidade permite a publicação diária de notícias, artigos de opinião, crónicas e informação do interesse das comunidades portuguesas.


Natural de Fornelos, freguesia do concelho de Ponte de Lima, João Pedro Coelho é desde há meia dúzia de anos uma referência na gastronomia nacional, europeia, afincadamente na Suíça, onde grangeou amizades e interesse na arte dos comeres.

Com um corolário de êxitos na sua trajectória, com passagens por alguns dos melhores restaurantes e hotéis de Portugal e Hungria, ora em estágio curricular, ora em contratos temporários, Lausanne foi a sua porta de entrada efectiva no mundo da gastronomia.

Com o cargo de Chef de Partie, João Coelho é encarregado de funções específicas no Hotel de Ville, de Crissier, Lausanne, com três estrelas Michelin, e eleito há anos o Melhor Restaurante do Mundo, pelo guia La Liste, entre um milhar de propostas em quarenta e oito países! Nesse emblemático espaço social, onde uma refeição média regula pelos 400 euros, e aguardar por agendamento da reserva, o jovem cozinheiro limiano, juntamente com a namorada Andreia, responsável da sala de refeições, são referências lusas naquele país e no continente europeu!

Agora, o nosso conterrâneo soma mais um prémio, obtido há dias! João foi vencedor juntamente com o colega Remy Gravelaine do Grande Prémio especial Joseph Favre, uma “competição culinária gourmet, em homenagem ao chef suíço e fundador da Academia Culinária de França”. O concurso realiza-se a cada dois anos, com predominância na utilização de produtos locais e limitado a oito participantes criteriosamente selecionados, por um júri europeu, público de mil participantes, informa o regulamento.

Os dois chefs apresentaram em prova o seguinte menú: entrada com borrego, salsifis (legume franco – suíço semelhante á cenoura) de abóbora e batata; a sobremesa foi um pêra em aguardente, trabalho, empenho e degustação que ocupou seis horas…

Quanto ao patrono do prémio nacional suíço, biografemos: Joseph Favre (1849-1903) foi o primeiro dicionarista de culinária, famoso na arte da cozinha em restaurantes e hotéis na Suíça, França, Alemanha, Inglaterra e mais. Em 1877 fundou em Genebra o jornal A Ciência Culinária, e posteriormente outras publicações similares em Paris.

Em nome pessoal e do Clube de Gastronomia de Ponte de Lima, agremiação que integra  João Pedro Coelho, congratulamo-nos com o troféu obtido em terras helénicas. E, registamos mais: o amigo é apreciador de iguarias locais, como o Arroz de Sarrabulho, o Folar Limiano e a alheira de galo, da Minhofumeiro, tudo molhado com Loureiro da Cuca.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Tito Morais
Author: Tito MoraisEmail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicione o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

TEMOS NO SITE

Temos 1174 visitantes e 0 membros em linha

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31