Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
segunda-feira, 18 outubro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

Escolas da ilha de Santo Antão, em Cabo Verde, acolhem sessão



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

Programa Cultural da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia

Santo Antão é a segunda maior ilha de Cabo Verde em extensão, a ilha mais montanhosa, o ponto mais ocidental de África, onde só é possível chegar de barco. As suas montanhas, intransponíveis para a generalidade dos mortais comuns, abalam o equilíbrio frágil das minhas certezas, mas são as pessoas que me sacodem e chocalham convicções e firmezas, diminuindo o mundo à infinita grandeza daquilo que é verdadeiramente importante. Não irei nunca número suficiente de vezes para deixar de me desassossegar com a tenacidade das suas gentes. Gente que desafia cumes, que pula escarpas em passo de corrida, que constrói taludes e cultiva encostas. Gente com mãos que pagam à terra o que a terra concede e terra que retribui o trabalho calejado de mãos devotas.

Aqui há dias, subindo até onde as pernas resistiram, chegámos a um pequeno edifício amarelo, escondido na montanha. Nas descoincidências de que a vida é feita, metemos conversa com um jovem que por ali passava e ficámos a saber que se tratava de uma escola e que a professora era a sua companheira. Daí a menos de nada, tínhamos as duas professoras em animada conversa, com planos para uma visita de amizade entre estudantes de cá e de lá, troca de contactos e de experiências, aprendizagens mútuas num improvável quadro escarpado.

Esta semana, duas escolas da ilha acolheram a sessão (in)formativa, integrada no programa cultural da Presidência Portuguesa, sobre a União Europeia enquanto promotora de paz e de solidariedade. Alunos do 11.º e do 12.º ano, viajaram virtualmente, naquele espaço infinito de esperançoso verde, pela capital da Europa. Conheceram um pouco mais da sua história, dos ideais que presidiram à união dos países e que enformam as prioridades atuais. Na riqueza de que a diversidade linguística é feita, aprenderam novas palavras de línguas distantes e refletiram sobre o valor da Língua Portuguesa enquanto língua oficial e língua de trabalho.

Sobre solidariedade, sabem eles já tudo. Afinal, entre taludes e encostas de subir, a fraternidade é mão que a todos ampara quando se afraca o alento no pedaço de caminho a provir. Saberem que esta ajuda mútua, entre vizinhos ou entre nações, mudou a configuração das relações entre os países é o mesmo que saberem que a mudança e o crescimento se constroem com o trabalho dos que resistem, acreditam e cooperam estejam eles no centro da Europa ou no coração da montanha.

 

Luso.eu - Jornal das comunidades
Sofia Santos
Author: Sofia Santos
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 284 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
30
31