Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Desabafo de jovem médica expõe falta de preparação contra o Covid-19

ID:N°/ Texto: 4778

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

“Estamos a trabalhar com aquilo que o Estado não preparou. E teve tempo, meus amigos. Teve tempo.” As palavras são de Joana Barroco, uma jovem médica natural de Chaves. O desabafo foi feito ontem, 17 de março, através das redes sociais, e terminou com um pedido aos governantes portugueses: “Declarem estado de emergência”.

Na sua publicação, Joana Barroco aparece na Unidade de Saúde Familiar em que trabalha com uma máscara e uma viseira que a própria afirmou ter trazido de casa. “A farda, a bata e as socas que tenho vestidas são minhas”, revelou.  

A médica queixou-se da falta de material e apontou para o facto de que o país não se encontra preparado para a pandemia. A unidade em que Joana Barroco trabalha, tal como em todo o país, encontra-se a racionar o número de máscaras utilizadas. No entanto, segundo a médica, os profissionais de saúde deveriam “ter fatos descartáveis” e “equipamentos de proteção individuais”.

 A necessidade do estado de emergência

“Ainda tenho idosos que vêm pedir a sua receita do seu medicamento para o qual ainda tem caixas em casa. E vêm aqui. Entram, agarram-se ao corrimão da escada, tocam nas cadeiras, respiram este ar! E daqui vão à farmácia. E depois vão ao café (que ainda não fechou) e ao talho (que ainda não fechou) e aos bancos (que ainda não fecharam) e a casa da filha e do neto e do cunhado e da tia e da vizinha e sabe deus onde vão mais”, partilhou Joana Barroco.

 Na sua publicação, a médica revela sentir-se com “medo do que está a acontecer” e que a maneira de nos defendermos é ficar em casa, reduzindo a propagação do vírus. Por isso, Joana Barroco terminou fazendo um apelo a António Costa e a Marcelo Rebelo de Sousa para que declarem estado de emergência.

O pedido de Joana Barroco deverá ser atendido hoje. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou que já tem tudo a postos para decretar o estado de emergência e que fala ao país esta noite. Caso se confirme, Portugal estará em estado de emergência a partir das 24:00 horas de hoje.

Neste momento, estão confirmados 642 casos de infeção em Portugal. No mundo inteiro, contabilizam-se cerca de 190 mil casos.

Leia a publicação de Joana Barroco na íntegra, aqui.

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.

Rúben Castro
Jornalista da luso.eu CC46 A
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.

 Entre em contacto : Rúben Castro Perfil: Info

Nascido em 1990, no Funchal, estudou Ciências da Cultura na Universidade da Madeira e Jornalismo na FCSH/Universidade Nova de Lisboa. Neste momento vive em Bruxelas, onde colabora com vários órgãos de comunicação social. É um dos 55 Embaixadores da Juventude da ONE na Bélgica, uma ONG focada no combate à pobreza extrema e às desigualdades.

Textos deste autor:

RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Últimos Tweets

LUS 9645 https://t.co/42gKxAY65z via @portal_luso
De congratulação pelo 40.º aniversário da criação do Conselho das Comunidades Portuguesas https://t.co/OfpOhXTOMb
Número de desempregados inscritos sobe 34,5% em agosto https://t.co/xto2uaAj3K
Follow Jornal das Comunidades on Twitter