PSD: Rio espera que partido "reme" no mesmo sentido e possa ganhar eleições

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) - O presidente social-democrata, Rui Rio, disse hoje esperar que a partir de agora “remem todos no mesmo sentido”, para ver se o PSD recupera e ganha as eleições, e desejou que possa haver paz no partido.

"Neste momento, já é claro que o PS pode perder as próximas eleições, o que ainda não é claro é que o PSD as possa ganhar. Isso é o que nós temos que fazer, é essa a tarefa que temos pela frente. Metade está feita, o PS pode perder, agora nós temos que construir a possibilidade de a ganhar. E espero que a partir de agora remem todos no mesmo sentido para ver se o PSD recupera", afirmou.

À saída do Conselho Nacional do partido, que decorreu num hotel do Porto e aprovou por larga maioria a moção de confiança à sua direção, Rui Rio disse que, com este resultado, sai mais legitimado para prosseguir "o caminho de construir uma alternativa ao governo PS".

"Eu legitimidade para liderar o partido tive sempre porque ganhei as diretas, agora naturalmente face a este tumulto que houve recentemente, este resultado é um resultado importante, porque é um resultado um pouco superior, apesar de tudo, àquele que tive nas diretas. Eu tive cerca de 55% e agora cerca de 60%, portanto, é naturalmente uma ajuda", sublinhou.

"Mas, acima de tudo o que era preciso é que agora houvesse uma paz no partido para que nós pudéssemos fazer o papel que nos compete de construir uma alternativa ao governo do PS", acrescentou.

Pub

Pub


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Últimos Tweets

Covid19 5 casos confirmados no concelho de Caminha https://t.co/xr3QvK99lM
Covid-19: Chega rejeita "pandemónio" e admite reservas a renovação de emergência https://t.co/TA63l9m3FP
Covid-19: Iniciativa Liberal contra renovação de emergência que pisa “demasiadas linhas” https://t.co/H7VmVKtsK5
Follow Jornal das Comunidades on Twitter