Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Covid-19: Pandemia já soma mais de 495 mil mortos e 9,8 milhões de infetados

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) – A pandemia de covid-19 já matou 495.288 pessoas e infetou 9,8 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP, às 19:00 TMG de hoje, baseado em dados oficiais.

De acordo com os dados recolhidos pela agência noticiosa francesa, às 19:00 TMG (20:00 de Lisboa) de hoje, 9.875.040 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, no final do passado mês de dezembro, na cidade chinesa de Wuhan, dos quais pelo menos 4.903.500 são atualmente considerados curados.

No entanto, a AFP alerta que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma parte do total real de infeções, uma vez que alguns países estão a testar apenas casos graves, outros usam o teste como uma prioridade para rastreamento e muitos países pobres têm uma capacidade limitada de rastreamento.

Desde a contagem às 19:00 de sexta-feira, foram registadas 4.372 mortes e diagnosticados 181.048 novos casos em todo o mundo.

Os países com mais óbitos nas últimas 24 horas são o Brasil, com 990 mortes, o México (719) e os Estados Unidos (523).

Os Estados Unidos, que registaram a sua primeira morte relacionada com o novo coronavírus no início de fevereiro, são o país mais afetado em termos de número de mortes e de casos, com 125.255 mortes para 2.492.246 casos. Pelo menos 670.809 pessoas foram declaradas curadas pelas autoridades norte-americanas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil, com 55.961 óbitos e 1.274.974 casos, o Reino Unido, com 43.514 mortes (310.250 casos), a Itália, com 34.716 mortes (240.136 casos) e a França, com 29.778 mortos (199.343 casos).

Entre os países mais atingidos, a Bélgica continua a ser aquele com maior número de mortes face à sua população, com 84 mortos por 100.000 habitantes, seguida pelo Reino Unido (64), Espanha (61), Itália (57) e Suécia (52).

A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) contabilizou oficialmente um total de 83.438 casos (21 novos entre sexta-feira e hoje), incluindo 4.634 mortes e 78.444 curados.

A Europa totalizou, até às 19:00 TMG de hoje, 195.832 mortes e 2.628.116 casos, os Estados Unidos e o Canadá 133.820 mortes (2.595.200 casos), a América Latina e Caraíbas 108.531 mortes (2.374.695 casos), a Ásia 32.494 mortes (1.187.782 casos), o Médio Oriente 15.195 mortes (717.659 casos), África 9.283 mortes (362.479 casos) e a Oceânia 133 mortes (9.109 casos).

Esta avaliação foi realizada através da recolha de dados junto das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial de Saúde.

A AFP alerta que devido a correções pelas autoridades ou a publicação tardia dos dados, os números de aumento de 24 horas podem não corresponder exatamente aos publicados no dia anterior.

Estatísticas mundiais do coronavírus (ATUALIZADA)

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimos Tweets

José Manuel Fernandes alerta para urgência no reforço da prevenção contra fogos https://t.co/n0E8WRa0MT
Covid-19: Portugueses no Luxemburgo preparam-se para férias na terra mesmo com receios https://t.co/Vv9786ZLVL
José Andrade acredita que "ser açoriano é resistir às adversidades da natureza e às contrariedades do centralismo” https://t.co/HVbA9Gz4ua
Follow Jornal das Comunidades on Twitter