Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Covid-19: EUA registam mais 574 mortos e batem recorde diário de infeções

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) - Os Estados Unidos registaram mais 574 mortos por covid-19 nas últimas 24 horas e um número recorde de infeções num só dia, de acordo com um balanço da Universidade Johns Hopkins.

O país, que contabiliza 124.978 óbitos desde o início da pandemia, registou nas últimas 24 horas 45.330 infeções, um novo recorde diário, segundo o balanço realizado às 20:00, hora local (01:00 de quinta-feira em Lisboa), pela agência de notícias Efe.

Com os novos casos, os Estados Unidos somam agora mais de 2,4 milhões de casos confirmados.

O recorde diário de novos casos surge numa altura em que a propagação da doença aumenta em estados como a Califórnia, Florida, Texas e Arizona, que, juntos, representam quase metade das infeções do país.

Nova Iorque continua no entanto a ser o estado mais fortemente afectado pelo coronavírus nos Estados Unidos, com 391.220 casos confirmados e 31.342 mortes, um número apenas inferior ao do Brasil, Reino Unido e Itália.

Só na cidade de Nova Iorque, morreram 22.421 pessoas.

Nova Iorque é seguida pela vizinha New Jersey, com 14.914 mortos, Massachusetts, com 8.012, e Illinois, com 6.847.

Outros estados com um grande número de mortes são a Pensilvânia, com 6.579, Michigan, com 6.134, Califórnia, com 5.816, ou Connecticut, com 4.307.

Em termos de infeções, a Califórnia está atrás apenas de Nova Iorque, com 202.072 casos.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos e mais casos de infeção confirmados.

O Instituto de Métricas e Avaliações em Saúde da Universidade de Washington, cujos modelos para a evolução da pandemia são frequentemente utilizados pela Casa Branca, estima que o país chegue a outubro com mais de 200 mil mortes.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 490 mil mortos e infetou mais de 9,68 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Estatísticas mundiais do coronavírus (ATUALIZADA)

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimos Tweets

José Manuel Fernandes alerta para urgência no reforço da prevenção contra fogos https://t.co/n0E8WRa0MT
Covid-19: Portugueses no Luxemburgo preparam-se para férias na terra mesmo com receios https://t.co/Vv9786ZLVL
José Andrade acredita que "ser açoriano é resistir às adversidades da natureza e às contrariedades do centralismo” https://t.co/HVbA9Gz4ua
Follow Jornal das Comunidades on Twitter