Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Covid-19: Empresário chinês doa 90 mil máscaras ao município de Viseu

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) – O empresário Jaohn Zha, de Guangzhou, na China, doou 90 mil máscaras descartáveis, 50% destinadas a crianças e jovens, ao município de Viseu, anunciou hoje o presidente da Câmara numa cerimónia simbólica de entrega.

“Estas 90 mil máscaras, que têm um valor de mercado de cerca de 50 mil euros, são uma doação bastante significativa e que tem este simbolismo de virem da China, diretamente, por intermediação do embaixador, que acaba por ter um papel de apoiar as populações na proximidade”, explicou António Almeida Henriques.

A oferta chega de “Jaohn Zha, que é um empresário de Guangzhou, a província que tem estado a investir bastante em Portugal”, e foi por “intermediação e empenho do embaixador de Portugal na China, José Augusto Duarte”.

Segundo o autarca, estas 90 mil máscaras descartáveis “são metade para adultos, metade para crianças e jovens”, o que “permitirá um reforço aos materiais adquiridos pela Câmara e na abertura do ano escolar”.

“Eu tenho um compromisso com o senhor embaixador de que vou entregar algumas destas máscaras ao hospital, algumas à Misericórdia, foi o compromisso que assumi. As restantes para adultos vão para IPSS do concelho e as de crianças vão ajudar-nos no trabalho progressivo da abertura das escolas”, precisou.

António Almeida Henriques fez questão de dizer que a ida ao centro de proteção civil municipal, local da entrega simbólica das máscaras, foi também uma forma de “agradecer aos serviços o trabalho incrível que têm feito, 24 horas por dia”.

“Ainda agora vão fazer mais um percurso por todas as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho de Viseu, a fazerem recomendações sobre o uso dos equipamentos de proteção individual (EPI), os cuidados a ter na proteção dos idosos e, ao mesmo tempo, a deixar mais um ‘stock’ para uma semana de EPI”, sublinhou.

Neste sentido, o autarca disse que “o Estado central tem falhado no apoio às IPSS no que diz respeito a EPI, porque muitas destas IPSS são entidades com estruturas financeiras frágeis que não têm dinheiro para comprar os EPI”.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 290 mil mortos e infetou mais de 4,2 milhões de pessoas em 195 países e territórios. 

Mais de 1,4 milhões de doentes foram considerados curados.

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.


RECOMENDADOS PARA SI

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimos Tweets

Detido suspeito de matar a tiro dois cunhados no concelho de Valpaços https://t.co/qNnuZWIx4N
Covid-19: Bloco afirma que Ministério da Cultura não respondeu à crise no setor https://t.co/rgEYwaomJp
Covid-19: Portugal com 1.396 mortos e 32.203 infetados https://t.co/zI4Zb9fS4e
Follow Jornal das Comunidades on Twitter