Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
quarta-feira, 27 outubro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

CDS/PP mantém Câmara de Ponte de Lima, com maioria



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

Conhecido como um bastião do CDS/PP, uma referência para líderes do partido, o concelho de Ponte de Lima voltou ontem a vestir-se de azul, apesar de haver 8 listas concorrentes à Edilidade.

Vasco Ferraz, actual vereador das Obras Particulares, Desporto e Protecção Civil, foi o vencedor da noite eleitoral, sucedendo assim a três mandatos de Víctor Mendes. O novo autarca da capital da Ribeira Lima e sua equipa do CDS, arrecadou 4 mandatos com 43,38% dos votos, reduzindo assim o score de há quatro anos que era então de 52,11% e 14.606 votantes contra os ora descarregados 11.904 de seus apoiantes; o segundo posicionado foi o repetente Abel Baptista, com o movimento independente Ponte de Lima Minha Terra,  embora subindo de 23,66% e dos seus 6631 votos em 2017, arrecadou desta vez 7689 apoiantes, o equivalente a 28,08%; como terceira força política, e novamente a tentar a vitória com mais aposta na propaganda, foi o PPD/PSD que reconquistou o seu vereador, obtendo também melhor pontuação, atingindo os 11,19% e 3070 votos, contra os 2888 registados há quatro anos. Já o Movimento 51, outra equipa independente, com uma estreante cara feminina, a enfermeira Joana Alves, cotou-se pelos 1071 votos, contra os 1985 da corrida eleitoral anterior, baixando de 7,08% para 3,9% o seu total.

Já o estreante Gaspar Martins, com o seu séquito designado de Viramilho, não conseguiu passar a mensagem, pois cifrou-se em 1625 votos arrecadando assim 5,93%; o mesmo aconteceu com o Chega, de Gonçalo Abreu Lima, que somou apenas 325 votos, isto é um valor percentual de 1,18%.

Quanto à Assembleia Municipal, continua liderada pelo médico dentista João Mimoso Morais, órgão deliberativo para as 39 freguesias, mas que registou uma quebra de 4 elementos, pois a sua bancada passa agora para 17, contra os 21 do último resultado; as restantes cores do Auditório Rio Lima, repartem-se com a subida do Ponte de Lima Minha Terra em três lugares (12 mandatos), o estreante Viramilho com 2, o Movimento 51 que desce de 3 para um eleito, e o PCP/CDU que mantém o seu eleito, o solicitador João Monteiro.

Também neste pequeno parlamento concelhio, o CDS/PP mantém a maioria, somadas que estão as Presidências de Junta sobre a sua égide, e outras independentes que apoiou.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Tito Morais
Author: Tito Morais
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 255 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
30
31

News Fotografia