Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Julio Velázquez diz que manutenção é a 'Champions' do Vitória de Setúbal

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) - O treinador Julio Velázquez comparou hoje a manutenção no Vitória de Setúbal, que defronta na terça-feira o Vitória de Guimarães, em jogo da 29.ª jornada da I Liga de futebol, com a ‘Champions League’.

Em conferência de imprensa, o técnico espanhol mostrou-se confiante de que a meta será atingida no clube, que somou na jornada anterior a segunda derrota consecutiva na competição (1-2 com o Rio Ave).

“Fizemos uma semana de trabalho normal. Falámos entre todos e demo-nos conta de que há situações a corrigir. Tenho crença máxima nesta equipa, que tem grandes profissionais e, todos juntos, vamos conseguir a manutenção que, para este clube, com o nosso orçamento, é a nossa ‘Champions League’”, disse.

Apesar de estar há 10 jornadas sem vencer no campeonato, o Vitória de Setúbal soma 30 pontos e dispõe de seis de avanço para os lugares de despromoção, vantagem que antes da retoma era de 12 pontos, facto que não preocupa o treinador.

“Continuamos a lutar para conseguir a manutenção. Quantos pontos são necessários? Não sabemos, mas, como temos 30 e não os 35 que já poderíamos, ter temos de continuar. Preocupação? Nenhuma. Ocupação? Toda a do mundo. Estamos seis pontos acima da linha de água e não debaixo! Temos de ser positivos”, referiu.

No reduto do Vitória de Guimarães, conjunto que está na luta por uma vaga de acesso à Liga Europa, Julio Velázquez antevê uma missão complicada, mas promete que a sua equipa vai lutar pelos pontos.

“Têm muitos pontos fortes, mas também têm pontos fracos. Vamos tentar que se evidenciem mais os pontos fracos do que os fortes. É um dos melhores planteis da Liga e este jogo não tem nada de fácil. Com as nossas possibilidades, vamos tentar fazer o jogo que nos possa deixar mais perto de tentar ganhar”, disse.

Questionado sobre se o desafio de treinar o Vitória de Setúbal está a ser tão complicado como pensou que seria quando chegou ao Bonfim, o treinador dos sadinos admitiu que pensou que seria mais difícil.

“Pensava que podia ser muito mais. Em linhas gerais, estamos a fazer uma época positiva. Falamos de uma equipa com grande história, mas a realidade há muitos anos é que há dívidas de há muitos anos. Esta época tem o orçamento mais baixo da Liga e, às vezes, consegue a manutenção nos últimos jogos”, recordou.

Em Guimarães, o conjunto setubalense não pode contar com os castigados Makaridze e Zequinha. De regresso está o argentino Mansilla, após cumprir uma partida de suspensão.

Vitória de Guimarães, sétimo classificado da I Liga, e Vitória de Setúbal, 13.º, defrontam-se na terça-feira, a partir das 19:15, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, num jogo que vai ser arbitrado por Gustavo Correia, da associação do Porto.


RECOMENDADOS PARA SI

Últimos Tweets

José Manuel Fernandes alerta para urgência no reforço da prevenção contra fogos https://t.co/n0E8WRa0MT
Covid-19: Portugueses no Luxemburgo preparam-se para férias na terra mesmo com receios https://t.co/Vv9786ZLVL
José Andrade acredita que "ser açoriano é resistir às adversidades da natureza e às contrariedades do centralismo” https://t.co/HVbA9Gz4ua
Follow Jornal das Comunidades on Twitter