Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Suíça coloca Portugal na lista "negra"

IDT-N°/ : 5910
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O governo suíço, na sequência de no fim de semana passado ter atingido mais de 1000 casos, incluiu Portugal na lista de países de risco relativamente à pandemia de COVID-19. Tal, implicará a partir do dia 28 de Setembro, uma quarentena obrigatória de 10 dias a todos que viajem para à Suíça a partir desse país.

A medida foi anunciada na passada sexta feira die 25 de Setembro pelo próprio governo suíço, que incluiu também nessa mesma lista Bélgica e o Reino Unido. 

A multa aplicada a quem não cumprir a quarentena obrigatória, pode chegar até aos 10'000 francos Suíços, o que equivale a cerca de 9200 Euros. 

Para além de Portugal, Reino Unido e Bélgica, também Islândia, Dinamarca, Hungria, Luxemburgo, Holanda e Eslovénia estão na lista de países de risco. Partes da França (Bretanha) e de Itália (Liguria), a parte norte e sul da Áustria também foram incluídas. Ao mesmo tempo que retirou dessa mesma lista o Kosovo e San Marino. 

Além disso,  acabou mesmo por modificar a sua perspetiva e aconselhamento relativamente a crianças com menos de 12 anos. Apesar de as mesmas poderem ser infetadas com o novo coronavírus, raramente desenvolvem sintomas e com menor frequência transmitem o mesmo. Assim, na presença de sintomas como a febre, é recomendado que a criança fique em casa e, se tiver estado em contacto com alguém que foi testado positivo, a criança terá de ser testada também. Mesmo que a pessoa em contacto tenha teste negativo, a criança deverá ficar em casa, até que os sintomas desapareçam. Apenas 24 horas depois de a febre baixar poderá regressar à escola.   

Crianças menores de 12 anos deverão frequentar a escola ou infantário, mesmo que apresentem sintomas mais leves de resfriado, como dores de garganta, tosse fraca, entre outros. 

Para quem viaja dos países incluídos nesta lista, terá de ter atenção, que não conta apenas chegar antes do dia 28 de Setembro. Na página online do governo suíço, refere que qualquer pessoa que tenha estado num desses países mais de 24 horas, nos últimos 10 dias anteriores à lista ser atualizada, será obrigado a ficar de quarentena. Um teste negativo não serve como forma de evitar esta mesma quarentena. 

Os números oficiais da Suíça referem que na passada sexta-feira, o país contou com mais 372 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, num total de 12.346 novos testes efetuados nas últimas 24 horas.

Carla Pimenta
Jornalista da luso.eu CC43 A
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.
Textos deste autor:

RECOMENDADOS PARA SI

Últimos Tweets

Candidatura de Rui Gomes da Silva às eleições do Benfica formalizada na Luz https://t.co/1aF5z3dRXo
Francisco Guerreiro recusa financiamento de atividades tauromáquicas pela PAC https://t.co/Hg6x5sNqDW
"É necessário assegurar a diversidade geográfica da abertura das mesas de voto", Pedro Rupio https://t.co/rZo1l8mTns
Follow Jornal das Comunidades on Twitter