Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
terça-feira, 28 setembro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

UE/Presidência: Portugal faz defesa da estratégia comum para vacinação



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

(Lusa) – A presidência portuguesa do Conselho da UE defendeu hoje, perante o Parlamento Europeu, a estratégia comum europeia relativamente à vacinação contra a covid-19 e agradeceu à presidente da Comissão a sua “contínua determinação”.

“Não é preciso ter muita imaginação para conceber o caos em que poderíamos estar sem que tivesse havido uma estratégia comum relativamente à vacinação. Estaríamos a competir uns com os outros por recursos escassos sem segurança e sem equidade”, sublinhou a secretária de Estado dos Assuntos Europeus na sua intervenção final após um longo debate, de três horas, no hemiciclo de Bruxelas sobre a estratégia de vacinação contra a covid-19 na UE.

Depois de, na intervenção inicial, já ter sublinhado a importância da unidade e solidariedade europeia – aproveitando para expressar a gratidão de Portugal “pelas numerosas ofertas de assistência e apoio concreto de vários Estados-membros” que o país recebeu nas últimas semanas, no ‘pico’ nacional da pandemia -, Ana Paula Zacarias, que representa o Conselho, reforçou que “solidariedade, coordenação e cooperação deverão continuar a guiar” a resposta da UE à covid-19, pois de outro modo esta seria mais fraca.

“Não teríamos aproveitado a escala do poder científico pan-europeu. A nossa voz, a nossa capacidade de ação seriam bem menores. Juntos somos mais fortes. E muitos membros deste Parlamento, oriundos de várias famílias políticas, disseram-no aqui hoje”, assinalou.

Segundo a secretária de Estado dos Assuntos Europeus, “por mais que possam existir pontos menos positivos”, todos devem “reconhecer que esta solidariedade europeia no que diz respeito à estratégia de vacinação tem sido um fator determinante para aumentar a capacidade dos sistemas nacionais de saúde dos Estados-membros na resposta à pandemia”.

“Apoiamos, por isso, os esforços da Comissão, apoiamos os seus esforços, senhora presidente, obrigado pela sua contínua determinação”, disse, dirigindo-se a Ursula von der Leyen, que também participou no debate.

“Continuaremos a apoiar estes esforços, com o firme compromisso de que só assim poderemos ter mais e melhores soluções em comum. Esse é o novo dever, é isso o que os cidadãos nos pedem”, completou.

O debate de hoje na assembleia europeia, em Bruxelas, teve lugar numa altura de tensão entre Bruxelas e as farmacêuticas, que não deverão entregar as doses acordadas com a Comissão Europeia para estes primeiros meses de 2021 por não terem capacidade de produção suficiente para os 27 Estados-membros, o que já levou a atrasos na distribuição.


Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 199 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

News Fotografia

Ad Bottom