Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
sábado, 23 outubro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

Lucas Rei Ramos venceu Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

(Lusa) - O compositor Lucas Rei Ramos venceu o 13.º Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim, com a obra “As Estruturas de Solaris”, enquanto o público do festival distinguiu “Ministério do Caos”, de Manuel Brásio.

O anúncio foi feito esta noite durante o concerto final do concurso, pelo Drumming - Grupo de Percussão, de Miquel Bernat, que decorreu no âmbito do 42.º Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, e que tinha as duas composições como obras finalistas.

Lucas Rei Ramos obteve o 1.º prémio, no valor de 2.500 euros, atribuído pela Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, e Manuel Brásio, o 2.º, pela Associação Pró-Música da Póvoa de Varzim, no valor de mil euros, a que junta os 500 euros do Prémio do Público do festival. As duas obras serão editadas em partitura.

O Drumming, que em 2019 completou 20 anos, foi o agrupamento convidado desta edição, o que impôs, à partida, às obras concorrentes, a utilização de pelo menos quatro instrumentos de percussão.

Lucas Rei Ramos nasceu em 1986, em Muros, na Galiza. Iniciou-se como pianista de jazz, mas acabou por se interessar pela composição, o que o levou à Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto (ESMAE), depois da formação em Comunicação Audiovisual e do curso de História e Ciências da Música, em Espanha. É professor do Conservatório de Música do Porto.

Manuel Brásio nasceu em 1992. Formado em contrabaixo e percussão pela Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, licenciou-se em Composição pela ESMAE. É mestre em Multimédia e Design de Som pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. É professor, compõe para cinema e teatro, fez parte da equipa da Digitópia da Casa da Música. Concebeu e interpretou o espetáculo "Suprahuman", estreado em 2018.

O concurso tem por objetivo premiar obras de compositores nascidos depois de 01 de janeiro de 1985. O júri da edição deste ano contou com os compositores Luís Tinoco, Jesús Rueda e Sara Carvalho.

Além das composições premiadas, o programa do concerto incluiu a estreia de "Spiralling", de Luís Tinoco, para três percussionistas, assim como a interpretação de "Fados Geneticamente Modificados", do álbum "Archipelago", deste compositor, editado no ano passado.

Foram também apresentadas peças de Eduardo Patriarca ("Empty Time/Empty Space") e de Jesús Rueda ("Natura Morta").

O Drumming, grupo fundado e dirigido por Miquel Bernat, afirmou-se "um dos mais importantes coletivos a nível internacional", com um repertório que vai da música erudita ao jazz, segundo a organização do festival.

O 42.º Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, que teve início no passado dia 09, encerra na próxima quinta-feira a atuação da Kölner Akademie, dirigida pelo maestro Michael Williams, com o oboísta Albrecht Mayer, como solista, em obras de Bach e Vivaldi.


Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 321 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
30
31

News Fotografia